Aceleramos! Volvo XC40 tem motor de sobra

Em tamanho menor que outros SUVs, modelo compensa com aceleração que impressiona

24/05/2018 - 17:19 - Atualizado em 24/05/2018 - 17:30

Havia uma necessidade de conhecer melhor o mais novo produto da Volvo. O XC40 chegou cercado por tantas perspectivas que, só nas pré-vendas, entre janeiro e abril, contabilizou mais de 1 mil reservas. No quarto mês do ano o SUV começou a ser entregue aos primeiros proprietários, ao mesmo tempo em que quem não aderiu às pré-vendas passou a ter a oportunidade de adquirí-lo nas concessionárias. No quinto mês o Jornal Motor acelerou o modelo.

Produzido na fábrica de Ghent (Bélgica), o XC40 foi apresentado mundialmente em novembro de 2017, em Barcelona (Espanha) e é oferecido em três versões: T4, T5 Momentum e T5 R-Design.

As versões T5 Momentum First Edition e T5 R-Design FirstEdition trazem um pacote especial de equipamentos, com câmera 360°, Park Assist, alerta de ponto cego e bancos dianteiros com aquecimento. 

Nas dimensões, o XC40 apresenta entre-eixos de 2,70 m, 1,86 m de largura, 1,65 m de altura e 4,42 m de comprimento. 

No design, o SUV tem um capô longo e largos para-lamas. O Volvo Full Led System incorpora quatro funções aos faróis do veículo: Automatic Bending Lights (ABL), com luzes que acompanham o giro do volante; Active High Beam (AHB), com sistema que adapta a luz alta para evitar o ofuscamento em outros veículos; nivelamento automático do facho do farol, de acordo com a carga do veículo e Daytime Running Lights (DRL), no qual a luz diurna contribui para a visualização do veículo. 

Na traseira, a lanterna se identifica com os novos SUVs daVolvo. A cor do teto é diferente da carroceria naversãoR-Design.

O interior traz espaço de armazenamento mais funcional nas portas e sob os assentos e espaço para smartphones (com carregamento indutivo). Para obter mais espaço de armazenamento nas portas do XC40, os designers tiraram os auto-falantes do local e desenvolveram um subwoofer ventilado a ar montado no painel.

No porta-malas, um assoalho inteligente pode ser dobrado para levar sacolas ou outras bagagens por meio de ganchos.

O entretenimento é acessível pela tela sensível ao toque de nove polegadas de LCD no painel central. As funções também podem ser acessadas por comando de voz. O XC40 apresenta, ainda, painel de instrumentos digital personalizável de 12,3".

O XC40 chega com tração integral AWD, que calcula a distribuição de tração entre os eixos. São cinco modos de condução:Eco,Comfort,Offroad,DynamiceIndividual.

O modelo dispõe de transmissão automática de 8 velocidades acoplada ao motor T4 Drive-E, de 2.0 litros, 4 cilindros em linha, com turbocompressor, que gera potência de 190 cv a 4.700 rpm e torque de 30,5 kgfm entre 1.300 e 4.000rpm. Também está disponível o propulsor T5 Drive-E, 2.0 litros, 4 cilindros em linha, com turbocompressor e injeção direta de gasolina, com 252cv. O torque de 35,5 kgfm sai entre 1.800 e 4.800rpm.

Em números, o novo utilitário esportivo chega a 230 km/h e sai da imobilidade aos 100 km/h em6,4segundos.

O SUV chega ao Brasil equipado com City Safety, sistema que auxilia o condutor com frenagem automática para evitar e reduzir o risco de colisão contra veículos, pedestres e animais à frente do carro.

Outro recurso é a Mitigação de Pista Oposta (Oncoming Lane Mitigation), que ajuda os motoristas a evitar colisões com veículos que se aproximem pela pista contrária. Esse recurso funciona ao avisar o motorista distraído que invade a faixa oposta. O sistema é ativado entre65e140km/h.

O XC40disponibiliza alerta de mudança de faixa, sistema de proteção em saída de estrada, sistemas de proteção contra impactos laterais e lesõesnacolunacervical. Também oferece abertura e fechamento elétrico da tampa do porta-malas ao passar o pé debaixo do parachoque (função HandsFree).

Sobra motor de um lado (e muito, por sinal), faltam algumas coisas de outro. Por incrível que pareça. É possível definir o Volvo XC40 como o carro ideal para quem curte doses cavalares de aceleração, aliadas a bom desempenho e segurança. Quem quer que o carro seja uma extensão da casa, vai sentir algumas faltas.

Então vamos começar pela parte boa. A aceleração do XC40 é de raro desempenho. Com alto torque, o SUV arranca muito bem e tem uma impressionante velocidade de cruzeiro. Em rodovias é bom ficar de olho no velocímetro. Isso porque o modelo ganha velocidade com os giros baixos. Só para dar um exemplo, são necessárias apenas 1,8 mil rpm para andar a 110 km/h. Você pode estar a mais de 130 km/h e nem perceber. Então o melhor é evitar multas.

A tecnologia atua como um grande assistente na dirigibilidade. O City Safety sabe bem a hora de entrar em cena e a Mitigação de Pista Oposta também funciona com uma eficiência acima da média. E sabe o alerta de mudança de faixa? Atua constantemente, sobretudo em rodovias, ajudando a ‘segurar’ o XC40 na faixa original. Se você não quiser receber uma ‘lembrança’ do sistema, basta acionar a seta sempre que for mudar de faixa. Se bem que, às vezes, uma saidinha de nada da rota já parece suficiente para o acionamento.

Quem também impressiona de modo positivo é o sistema multimídia. São 12,3” em uma tela suficientemente grande e a partir de onde é possível acionar as mais diversas funções do veículo, até mesmo o controle de tração. Bem melhor do que ficar procurando o botão em algum local do painel ou do console central. Um ponto curioso: o pequeno tamanho do câmbio.

O que falta ao XC40 Momentum então? Primeiro, teto solar. Um carro de quase R$ 195 mil poderia oferecer sem problemas. Segundo, luz interna no banco traseiro. Terceiro, assistente de tráfego ou o conhecido ACC, por meio do qual é possível medir a distância do veículo à frente e deixar que o carro controle a aceleração. Poderia ser de série.

Tags:
Veja Mais