Veja cinco destinos para passar um Réveillon diferente

Locais têm tradições e festas especiais para essa época do ano

27/12/2017 - 13:51 - Atualizado em 27/12/2017 - 13:53

Você por acaso já está pensando em um lugar diferente para passar o Réveillon no próximo ano? A Booking.com, explora cinco destinos para a festa de Ano Novo, que vão além das multidões da Times Square, em Nova York, do Portão de Brandemburgo de Berlim e da Baía de Sydney. Em vez disso, por que não curtir os desfiles de rua nas Bahamas, participar do maior evento de beijos em Veneza ou se despedir do ano que passou no Japão? Seja o que for que você escolher, existem diversas experiências emocionantes no mundo todo para a véspera do Ano Novo.

Freeport, Bahamas

Fuja para as Bahamas na véspera de Ano Novo, não só pelo sol, areia e mar, mas também para mergulhar nas maravilhosas celebrações de Junkanoo. Os turistas e moradores locais se reúnem em desfiles de rua coloridos para comer, beber, dançar e comemorar a versão de Mardi Gras das Bahamas. Os viajantes ficarão maravilhados com as elaboradas fantasias e vão querer dançar ao ritmo sedutor, admirando os artistas de rua que celebram as artes e a cultura das Bahamas nesse Réveillon.

Os visitantes podem aproveitar para celebrar o Junkanoo, nas Bahamas (Foto: Divulgação)

Madri, Espanha

A vibrante capital da Espanha é imperdível para as comemorações de Ano Novo. Geralmente é conhecida por sua deliciosa cozinha espanhola e elétrica vida noturna, mas quando o relógio atingir a meia-noite na véspera de Ano Novo, certifique-se de ter uma dúzia de uvas na mão em vez de uma bebida alcoólica. Isso faz parte da tradição da nação e da superstição de comer uvas - os espanhóis comem uma uva para cada badalada do sino da meia-noite, representando boa sorte para cada mês do ano seguinte.

Madri é conhecida pela culinária e badalada vida noturna (Foto: Divulgação)

Rio de Janeiro, Brasil

Um Réveillon no Rio de Janeiro é como nenhum outro, dos fogos de artifício mágicos à beira-mar ao longo da icônica Praia de Copacabana a baladas, bares em coberturas e mega casas noturnas. Mas, além das cenas energéticas da vida noturna, o Brasil possui várias tradições e superstições de Réveillon. Comemore a véspera de Ano Novo como um local usando roupas brancas (uma superstição que acredita trazer paz e prosperidade) e honre a Deusa do Mar pulando sete ondas enquanto faz sete pedidos à meia-noite. Mas tenha cuidado com o que você come, porque acredita-se que isso reflita sua sorte no próximo ano. As lentilhas supostamente trazem boa sorte, no entanto, evite comer peru ou caranguejo no dia 31 de dezembro, pois estes são considerados desafortunados!

Rio de Janeiro é cheio de opções para turistas aproveitarem o começo do ano (Foto: Divulgação)

Tóquio, Japão

As celebrações do Ano Novo do Japão (também conhecidas como ShÅ gatsu) são um momento para reflexão silenciosa, ao contrário de muitas festividades do estilo ocidental. Os moradores locais participam do Hatsumode para marcar a primeira visita do santuário do Ano Novo, com templos populares, como Meiji Jingu, recebendo milhares de visitantes para que suas orações sejam ouvidas pelos deuses. Dirija-se aos templos budistas de Tóquio para experimentar o ritual "Joya No Kane" de 108 badaladas do sino à meia-noite para ter seu coração, mente e alma purificados.

Japão é a opção perfeita para quem quer passar um ano novo diferente (Foto: Divulgação)

Veneza, Itália

Quer passar o Réveillon como um veneziano? Certifique-se de usar algo vermelho, e ainda melhor se usar roupas íntimas vermelhas, pois supostamente trará boa sorte para o próximo ano! Para garantir dinheiro e boa sorte, certifique-se de jantar lentilhas e para ter riqueza a vida toda, experimente uma salsicha de campione picante. Quando a festa acabar, siga para a Praça de São Marcos para grandes comemorações com música, dança e fogos de artifício. Quando o relógio chegar à meia-noite, prepare seu biquinho para a tradição de beijos em massa!

Veneza é um local romântico para passar o seu Réveillon (Foto: Divulgação)

Veja Mais