Passeios ideais para desconectados ou hiperconectados

Conheça locais que podem ajudar na hora de deixar o smartphone de lado ou virar um grande aliado no vício

23/11/2017 - 11:12 - Atualizado em 23/11/2017 - 12:14

Baccarat Hotel, em Nova Iorque, é uma boa pedida para os hiperconectados (Foto: Divulgação)


Os smartphones transformaram definitivamente o cotidiano da maioria das pessoas, e com o mundo todo constantemente conectado, aumentaram as viagens em busca de uma pausa para desconectar. Da mesma forma, a nova geração de telefones e tablets criou um jeito diferente de trabalhar e se relacionar, fazendo com que muita gente escolha hotéis baseados na qualidade do Wi-Fi.

Por isso, listamos a seguir as dicas da Virtuoso, reconhecida rede de agências especializadas em viagens e experiências de luxo, que pediu a seus consultores dicas de lugares inesquecíveis para agradar aos dois grupos: os que buscam detox digital e os superconectados. Confira aqui algumas opções para quem busca uma pausa longe da internet.

Rancho La Puerta Fitness Resort
Em Tecate, no México, a cinco quilômetros da fronteira dos Estados Unidos, o Rancho La Puerta proíbe o uso de telefones celulares nas áreas públicas do hotel. O sinal de telefone, assim como o Wi-Fi, é limitado, e não há tevês nas casitas, garantindo que os hóspedes do resort fiquem focados em atividades para a mente, o corpo e o espírito. São mais de 40 quilômetros de trilhas, jardins e uma oferta de mais de 70 atividades como yoga, aula de artes, culinária e outros tipos de atividades físicas que mantêm os hóspedes ativos e concentrados em viver o momento presente.

Brenners Park-Hotel & Spa
Em Baden-Baden, na Alemanha, as suítes da Villa Stephanie, no hotel, são dedicadas especialmente ao detox digital. Na mesinha ao lado da cama há um botão que desconecta totalmente o quarto, graças a dispositivos de cobre colocados nas paredes para bloquear os sinais de celular e Wi-Fi. Os hóspedes então podem aproveitar o menu do spa, com tratamentos voltados ao bem-estar e a saúde, além de explorar uma enorme biblioteca. O hotel fica ao longo do Rio Oos e nas proximidades da bela Floresta Negra, num cenário ideal para escapar de tudo.

El Silencio Lodge & Spa
Em Bajos del Roro, na Costa Rica, o nome diz tudo: o El Silencio propõe uma imersão na natureza em mais de 2 milhões de metros quadrados de área, e não há Wi-Fi na maioria das suítes, apenas nas villas e na sala de convenções. Sem TV nos quartos, os hóspedes podem ainda participar de atividades de plantio de árvores, fazer trilhas em meio a beija-flores na floresta tropical, ou aprender a cozinhar e pintar. Fumar também é proibido em todo o resort.

The Ranch Malibu
Localizado nas montanhas de Santa Monica, em Malibu, na Califórnia, o resort propõe aos hóspedes ficarem longe de e-mails, vídeos online e GIFs. O resort ajuda até mesmo quem não confia na sua própria capacidade de desconectar, não oferecendo sinal de internet nos quartos e ao ar livre, apenas de forma limitada no prédio principal.

UnCruise Adventures

Esqueça o smartphone ou qualquer possibilidade de wi-fi nesses pequenos navios (Foto: Divulgação)

Já os pequenos navios da UnCruise Adventures fazem viagens ao Alasca, Costa Rica, Havaí, Noroeste do Pacífico e México, e parte da aventura é não ter acesso a e-mail ou internet. O sinal do telefone funciona perto dos portos, mas na maior parte da viagem os passageiros podem aproveitar para fazer um detox digital.

Já para quem fica apavorado só de pensar em ficar sem Wi-Fi, os consultores Virtuoso dão dicas de hotéis para ficar em conectividade total. E nestes lugares, os hóspedes recebem sinal de graça.

Bulgari Hotel Shanghai
Em Xangai, na China, uma bela mistura de design italiano e luxo asiático, o hotel abre suas portas até o fim do ano, oferecendo Wi-Fi de graça e um Wi-Fi adicional para usar pela cidade.

Taj Falaknuma Palace

Imponente palácio em uma cidade com mais de 400 anos. Tudo com wi-fi! (Foto: Divulgação)


Em Hyderabad, na Índia, um antigo palácio pertencente à família que governou Hyderabad, o hotel é situado à beira do Rio Musi. A cidade tem mais de 400 anos, mas é um dos lugares mais conectados do mundo, assim como o hotel.

Palace Hotel
Em São Francisco, na Califórnia, nos Estados Unidos, o Palace Hotel é um luxury collection hotel, que fica em um edifício superconectado, em uma das cidades mais antenadas do mundo. Hóspedes com smartphones, tablets e laptops andam pra lá e pra cá nesse recanto histórico, com bebidas e petiscos na mão, enquanto trabalham ou ficam sentadas navegando no bar equipado com Wi-Fi e tomadas. Se o trabalho exige mais tranquilidade, internet super-rápida e sem-fio, também é oferecida no quarto, que tem vários acessórios para os equipamentos eletrônicos.

The Dolder Grand
Localizado em Zurique, na Suíça, esse hotel épico oferece vistas impressionantes do Lago Zurich e dos Alpes, mas também permite aos hóspedes conectarem até sete aparelhos no Wi-Fi para que nada da maravilhosa paisagem deixe de ser capturado e postado no Instagram. 

Baccarat Hotel New York
Na badalada Nova York, nos Estados Unidos, o quarto tem um centro de comando – um smartphone – que fica dentro de um carregador disfarçado de livro de cabeceira. Com ele, o hóspede controla quase tudo com um toque: as cortinas, a tela da TV localizada sob um espelho, a luz, a temperatura, o acesso ao concierge e ao serviço de quarto. Internet rápida e Wi-Fi também estão à disposição, assim como caixas de som com Bluetooth em todos os quartos.

Veja Mais