Interesse de brasileiros pela Nova Zelândia aumenta

Qualidade de ensino e mercado de trabalho são os maiores atrativos

19/03/2018 - 14:36 - Atualizado em 19/03/2018 - 14:39

A Nova Zelândia se consolida cada vez mais como um polo de educação de qualidade aliado a um mercado que exporta inovação para o mundo. Além de ser o sexto destino mais procurado por brasileiros que almejam uma formação internacional, segundo dados da Belta (Brazilian Educational & Language Travel Association), naturalmente o país vem ganhando cada vez mais a atenção dos agentes de intercâmbio.

A procura de estudantes brasileiros pelo destino cresceu para 82% dos agentes de intercâmbio ouvidos pela Belta.  

Pela primeira vez, áreas importantes da economia como Agricultura, Sustentabilidade, Negócios/Administração ultrapassaram o segmento de Turismo como referências da força neozelandesa na economia.  

A pesquisa ouviu 466 agências de intercâmbio e 6.151 estudantes do Brasil, de dezembro de 2017 a março deste ano. O objetivo é traçar o atual cenário do intercâmbio brasileiro: os principais destinos, as motivações, a avaliação de cada país, entre outros temas.

O país também foi bem avaliado por estudantes que tiveram experiência por lá (Foto: Divulgação)

Nova Zelândia: portas para uma carreira de sucesso

Outro aspecto positivo da pesquisa foi a excelente impressão deixada aos estudantes que tiveram uma experiência no país. De acordo com o estudo, a Nova Zelândia recebeu alto índice de aprovação em quase todos os níveis de ensino: idiomas, high school e ensino superior. A possibilidade de trabalhar durante o intercâmbio ou de continuar no país e se inserir no mercado de trabalho local também foi destacada pelos entrevistados. 

O país com a melhor qualidade de vida do mundo (Legatum Prosperity Index) foi ainda elogiado por quase 100% dos entrevistados em relação à segurança e a receptividade da população.

Veja Mais