Apesar de progressiva queda, índice de tuberculose ainda é alto no País

São cerca de 200 casos diagnosticados por dia e representa um terço dos casos nas Américas

03/01/2018 - 15:27 - Atualizado em 03/01/2018 - 16:43

A tuberculose está diretamente ligada a desafios sociais
                    (Foto: Carol Garcia/AGECOM)

A quantidade de diagnósticos e mortes em razão da tuberculose no Brasil diminuíram em 34% em relação aos últimos quinzes anos. É uma desaceleração de quase 2% ao ano. Entretanto, o número de casos ainda é considerada alto no País. São cerca de 200  diagnósticos por dia, o que representa um terço dos casos nas Américas (33%) e compõe um grupo de países que atestam 40% de pessoas tuberculosas em todo o mundo.

Cerca de 75 mil casos novos e reincidentes de tuberculose foram registrados no país em 2016. O montante corresponde a aproximadamente 200 casos por dia no país. Estima-se que desse total aproximadamente, 6 mil pessoas (8%) vivem com HIV. No mundo, cerca de 10,4 milhões de pessoas foram infectadas por tuberculose em 2016, sendo que 10% das vítimas têm HIV.

“Embora nos últimos 15 anos tenha havido uma queda de aproximadamente 2% dos casos ao ano, ainda é um número muito elevado. São 70 mil casos por ano, então a Opas vê com muita preocupação, embora considera-se que haja uma boa perspectiva de controle”, disse Fábio Moherdaui, consultor nacional de tuberculose da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS).

A tuberculose está diretamente ligada a desafios sociais, como a pobreza, miséria, exclusão, invisibilidade e preconceito. Além das pessoas soropositivas, as populações indígena, carcerária e pessoas em situação de rua estão entre os mais vulneráveis a contrair a doença. Moradores de rua chegam a ter 56 vezes mais chance de contrair a tuberculose por combinar diferentes vulnerabilidades, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Dados do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) mostram que as pessoas privadas de liberdade, apesar de representarem cerca de 0,3% da população brasileira, correspondem a 9,2% dos pacientes de tuberculose no Brasil. Segundo o Ministério da Saúde, a cada 100 mil presos, 897 são contagiados dentro do sistema prisional, enquanto que entre a população geral essa taxa é de 36 a cada 100 mil pessoas.

Veja Mais