São Vicente monta força-tarefa emergencial contra ocupações irregulares

Moradias estavam sendo construídas sem permissão no Samaritá, Área Continental da Cidade

06/11/2017 - 13:00 - Atualizado em 06/11/2017 - 21:56

Força-tarefa para conter construções irregulares
começou às 7h30 (Foto: Divulgação/PMSV)

Uma força-tarefa para conter ocupações irregulares teve início emergencialmente no Samaritá, Área Continental de São Vicente, na manhã desta segunda-feira (6). A ação começou por volta das 7h30 e resultou na demolição de seis habitações. 

Segundo o secretário de Meio Ambiente, Vitor Vitório, com a ação de hoje, seis famílias tiveram que ser removidas do local.  Ainda de acordo com o secretário, o proprietário do terreno é a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU). Os invasores receberam multas a partir de R$ 10 mil, dependendo da área invadida e do dano ambientam causado. 

De acordo com informações da Prefeitura, moradias começaram a ser construídas no local há cerca de dez dias, mas a medida de remoção das mesmas precisou ser tomada por conta do "maior avanço (das construções) durante o feriado".

A ação envolveu equipes da Secretaria do Meio Ambiente (Semam), Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedup), Defesa Civil, Pelotão Ambiental da Guarda Civil Municipal, Secretaria de Obras Particulares (Seob), Secretaria de Assistência Social (Seas), Polícia Militar, PM Ambiental e Polícia Civil.

Moradias começaram a ser construídas no local há cerca de 10 dias (Foto: Divulgação/PMSV)

Veja Mais