Prefeitura de São Vicente faz campanha contra ruídos no Réveillon

Pela primeira vez, Cidade adota queima de fogos exclusivamente visual

30/12/2017 - 13:28 - Atualizado em 30/12/2017 - 13:33

O Réveillon terá uma situação inédita em São Vicente. Pela primeira vez, a festa oficial do Município não contará com fogos ruidosos, em atendimento à Lei Municipal nº 3555-A. 

Em vigor desde março, a nova legislação proíbe a comercialização, uso e queima de fogos de artifício, busca-pé, bombas etc. 

São permitidos fogos com efeitos visuais, como os que serão adotados pela Prefeitura.

Para ampliar o alcance da medida, a Prefeitura tem divulgado nas redes sociais e em faixas espalhadas pela Cidade a restrição. "É um avanço. Faremos festa, mas respeitando animais, idosos, doentes e pessoas especiais. Essa é uma tendência que logo deve se espalhar a outras cidades" comenta o secretário de Turismo, Henrique Marx. 

A Secretaria de Comércio, Indústria e Negócios Portuários tem atuado na fiscalização da venda de fogos. A Guarda Civil Municipal ajuda no apoio nas ruas. Mesmo assim, Marx acredita que o progresso será paulatino. 

"É o primeiro ano da lei. A Prefeitura dará o exemplo e tem incentivado a população a fazer o mesmo. Sabemos que é uma mudança de conceito, que leva um tempo para vingar. Mas a nossa intenção é ter essa ação educativa, não punitiva". 

São permitidos fogos com efeitos visuais, como os que serão adotados pela Prefeitura (Foto: Divulgação/SV)

À meia-noite, serão quatro toneladas de fogos colorindo o céu da Cidade em três pontos: Itararé, Próximo à Ilha Porchat; Gonzaguinha, na altura da Praça Heróis de 32; e Lagoa do Quarentenário, na Área Continental. A queima deverá durar 10 minutos.

Trânsito

Para garantir a fluidez do tráfego e evitar acidentes na virada do ano, a Secretaria de Trânsito e Transportes (Setrans) organizou um esquema especial na Cidade. 

A partir das 22 horas do dia 31, haverá interdições no trecho de orla nas regiões da Biquinha e Gonzaguinha. As avenidas Embaixador Pedro de Toledo e  Antônio Rodrigues (trecho entre a Praça Tom Jobim e a Rua Rangel Pestana) estarão totalmente interditadas. 

Segundo a Setrans, a liberação das vias está condicionada à redução do fluxo de pedestres, com previsão para ocorrer por volta das 3 horas da madrugada do dia 1° de janeiro.

Como rotas alternativas, o motorista que segue para Santos (via praias) poderá utilizar a Avenida Presidente Wilson ou a Linha Amarela. Outra opção é a Avenida Antônio Emmerich, ideal para os motoristas que forem ao município vizinho pela Zona Noroeste, Centro ou morros.

Já aqueles que estiverem indo para Praia Grande têm como opção o acesso via Rodovia dos Imigrantes, podendo acessá-la pelo Viaduto Mário Covas ou pela Rua Marechal Mascarenhas de Moraes. 

A Ponte Pênsil, porém, permanecerá em funcionamento normal nos dois sentidos, com previsão de tráfego intenso. Não haverá alteração no transporte público municipal ou intermunicipal. 

O secretário de Trânsito e Transportes, Alexandre Almeida da Costa, recomenda prudência aos motoristas. "Sabemos que é uma data festiva, mas não podemos descuidar de segurança. Álcool e direção não combinam e podem transformar um dia especial em tragédia. Lembrando que é preciso cumprir as leis de trânsito, não fazendo manobras ou conversões proibidas e respeitando sempre os limites de velocidade".

Veja Mais