Unimes faz treinamento sobre febre amarela para profissionais de saúde e população

Iniciativa, agendada para esta quinta (8), tem o objetivo de capacitar e esclarecer dúvidas

07/02/2018 - 10:54 - Atualizado em 07/02/2018 - 10:58

O curso de Medicina da Universidade Metropolitana de Santos (Unimes) realiza, nesta quinta-feira (8), um treinamento de capacitação para profissionais da área da saúde e residentes médicos, também aberto à população e com entrada grauita.

A atividade será realizada às 18 horas, no auditório da Fefis, localizado no Campus Rosinha Viegas, na Avenida Conselheiro Nébias, nº 536, Encruzilhada. 

De acordo com a instituição, o treinamento será realizado pelo infectologista Roberto Focaccia, docente do curso de Medicina e vice-coordenador do programa de Mestrado em Saúde da Unimes. Focaccia é livre-docente pela USP, co-fundador da Sociedade Brasileira de Infectologia e autor do Tratado de Infectologia Veronesi-Focaccia (Prêmio Jaboti).

 "O último caso de febre amarela urbana ocorreu em 1942 no Brasil, e a classe médica em geral não está treinada para suspeitar e conduzir um caso suspeito da doença", explica o infectologista. "Há também muitas questões relacionadas à vacinação de cobertura que o governo está realizando, e é preciso que se façam esclarecimentos mais transparentes", completa.

A expectativa para o treinamento é de que participem 50 internos e médicos residentes da Santa Casa de Santos, onde funciona o Hospital Modelo da universidade.

Veja Mais