Santos quer inaugurar UPA até o fim do ano

O novo equipamento municipal terá capacidade para atender 550 pacientes por dia

23/02/2017 - 11:06 - Atualizado em 23/02/2017 - 11:06

A UPA Central (foto) tem a Fundação ABC como gestora  (Foto: Alberto Marques/ A Tribuna)

Até o final deste ano, a Prefeitura de Santos pretende inaugurar a segunda unidade de pronto atendimento (UPA) do Município. Ela está sendo construída na esquina da Rua Bulcão Viana com a Avenida Jovino de Melo, no Bom Retiro.

O novo equipamento municipal terá capacidade para atender 550 pacientes por dia. Ele vai substituir o pronto-socorro (PS) que funciona no Complexo Hospitalar da Zona Noroeste e que enfrenta uma série de problemas estruturais, além de carecer de mais funcionários.

O anúncio foi feito ontem pelo secretário municipal de Saúde, Fábio Ferraz, durante audiência pública sobre a prestação de contas da pasta do último quadrimestre, na Câmara. 

Após o evento, ele admitiu que a nova UPA deverá ser gerenciada por uma organização social (OS), assim como já ocorre com a UPA Central, cuja gestora é a Fundação ABC.

Apesar desses investimentos para ampliar o atendimento à comunidade, é possível notar que o setor ainda apresenta falhas, como a apontada pelo vereador Manoel Constantino (PSDB) durante o evento.

Às 22h30 da última segunda-feira, o parlamentar foi acionado por um munícipe que reclamava da falta de pediatras no PS da Zona Noroeste. Ele ficou na unidade até as 2h30 do dia seguinte. “Havia apenas dois médicos para atender 96 pacientes adultos e mais seis crianças. Isso não pode voltar a acontecer”, desabafou.

Ferraz explicou que a rede municipal possui 13 ou 14 médicos dessa especialidade para atender as unidades de urgência e emergência. E reconheceu que é grande a dificuldade de contratar profissionais.

Reforço regional

O presidente da Comissão Permanente de Finanças do Legislativo e responsável por conduzir a audiência pública de ontem, Antônio Carlos Banha Joaquim (PMDB), defendeu a necessidade de Santos receber uma compensação financeira por atender municípios de outras cidades vizinhas. 

Quem concorda é o vereador Braz Antunes (PSD), que também demonstrou preocupação com os gastos da pasta com sentenças judiciais. No último quadrimestre, foram gastos R$ 506.707,03 com essa finalidade.

Banha criticou ainda a tímida participação do Estado nas receitas da saúde de Santos (apenas 2,4%, em 2016). Quase dois terços da verba (65,79%) vieram do próprio município e cerca de um terço (30,69%), do Governo Federal. 

O vereador Geonísio Pereira Aguiar, o Boquinha (PSDB), cobrou de Ferraz a instalação da segunda unidade da Seção Núcleo de Atenção ao Toxicodependente (Senat) na Zona Noroeste, já que a obra aguardada há anos e tem uma verba disponível nesse sentido. 

Gestora atinge metas na Central

A Fundação ABC, a organização social contratada para gerir a UPA Central, atendeu 100% das metas impostas pela Secretaria Municipal de Santos e está recebendo um número de pacientes acima do pactuado com a pasta.

Por esse motivo, a instituição já está recebendo um montante maior do que o previsto inicialmente como compensação por essa sobrecarga de atendimentos, afirmou o titular da pasta, Fábio Ferraz.

“Isso está ocorrendo eventualmente, em razão do pagamento de horas extras dos funcionários, motivado pelo aumento do fluxo de pacientes”, justificou o secretário.

A UPA Central recebeu diariamente, em média, 690 pessoas de setembro a dezembro do ano passado, sendo que foi idealizada para fazer até 600 atendimentos. Em alguns dias, 900 usuários chegaram a ser recebidos pelas equipes da unidade. Cerca de 40% da demanda é de outras cidades. 

Conforme Ferraz, a Fundação ABC deveria receber mensalmente R$ 1,5 milhão, mas em alguns meses essa despesa tem chegado à casa dos R$ 1,6 milhão por conta do excesso de demanda. 

O secretário garantiu que todos os números apresentados pela OS referentes aos serviços prestados são devidamente auditados pela equipe da Saúde. “O nosso diálogo é constante. Estamos acompanhando o que acontece na UPA Central”.

Veja Mais