Projeto orienta crianças sobre importância da vida marinha

Por meio de atividades, elas simularam ciclo de vida das tartarugas

16/01/2018 - 17:29 - Atualizado em 16/01/2018 - 17:32

Crianças simularam depositaram ovos em um buraco cavado na areia (Foto: Divulgação/PMS)

Uma atividade realizada pelo Aquário Municipal de Santos, nesta terça-feira (16), permitiu que crianças de 5 a 7 anos participassem de um momento especial: elas puderam aprender, brincando, sobre a importância da preservação da vida marinha, especialmente das tartarugas.

Em volta de um animal taxidermizado, 20 crianças cavaram um buraco na areia, na Ponta da Praia, e depositaram ovos, simulando o nascimento de filhotes. Ainda durante a atividade, o grupo recebeu noções sobre as espécies de tartarugas a partir de jogos educativos e, depois, na praia, aprenderam como acontece a desova.

As atividades fizeram parte do curso de ‘Tartarugas Marinhas’, realizado em parceria com o Projeto SOS Tartarugas Marinhas, do Instituto de Biologia Marinha e Meio Ambiente (IBIMM). “As tartarugas são animais que sofrem bastante, pois confundem resíduos sólidos com alimentos; 70% delas morrem por ingestão desses materiais. Muitas vêm das regiões norte e nordeste para se alimentar na costa sudeste. Só que aqui encontram poluição química e ambiental. Queremos despertar os interesses das crianças pela preservação ambiental”, disse o biólogo e pesquisador Edris Queiroz, do IBIMM.

Entre as curiosidades, o grupo aprendeu que tartarugas cavam até 50 cm para colocar seus ovos e que a temperatura da areia e a profundidade do ninho que cavam são o que definem o sexo dos filhotes – quanto mais alta é a temperatura, maior será o nascimento de fêmeas. 

As crianças também foram orientadas quanto ao perigo do lixo no mar e se surpreenderam com o material retirado do estômago das tartarugas, como plástico, bexiga, isopor e carvão de churrasco. De acordo com a chefe da Unidade de Educação Ambiental, Edna Santos de Gois, o objetivo da ação é permitir que as crianças aprendam a preservar, cuidar e multiplicar o conhecimento sobre os cuidados com a vida marinha. 

Veja Mais