Incêndio atinge comunidade na Zona Noroeste, em Santos

Além dos bombeiros, a Guarda Portuária de Santos e um caminhão-pipa da Sabesp foram acionados para a ocorrência

05/01/2018 - 16:44 - Atualizado em 17/06/2018 - 12:41

Barracos foram atingidos pelas chamas na tarde desta sexta-feira (Foto; Marcos Vinicius/Via Whatsapp)

Um incêndio de grandes proporções atingiu a comunidade localizada no Caminho São Sebastião, na Zona Noroeste de Santos, na tarde desta sexta-feira (5). De acordo com as informações da Defesa Civil de Santos, de 60 a 80 barracos foram incendiados.

Pelo menos quatro pessoas deram entrada no Pronto-Socorro da Zona Noroeste. Destes, três mulheres, uma de 55, 44 e outra de 43 anos sem sinais de queimadura ou de dificuldade respiratória e, um homem, de 37 anos, teve um corte no pé. De acordo com a Prefeitura, nenhum caso grave de atendimento foi registrado até o momento no PS. 

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, as chamas começaram às16 horas e foram controladas por volta das 17h20. Cerca de meia hora depois, era possível ver a fumaça de bairros vizinhos, como o Jardim Guassú, em São Vicente.

Para ajudar no combate às chamas, além de equipes dos bombeiros, a brigada da Guarda Portuária de Santos e um caminhão-pipa da Sabesp foram chamado. Imagens compartilhadas na rede social Facebook mostravam a própria comunidade ajudando a apagar o fogo, com baldes cheios d'água.

O subprefeito da Zona Noroeste, Acácio Fernandes Egas, explicou que equipes do Serviço Social estão dando assistência às famílias de forma prioritária. "Faremos um levantamento  dos moradores que foram vitimizados. Em seguida, será feita a limpeza dos escombros e também apoio àqueles que precisam de moradias e necessidades básicas, como higiene pessoal".

No local, há um posto com equipes da Defesa Civil, Guarda Municipal, Seas e subprefeitura no Centro da Juventude da Zona Noroeste

Moradores

"Estava deitada quando uma criança de 4 anos chegou gritando dizendo que tinha uma casa pegando fogo. Quando olhei o botijão da vizinha já tinha explodido e 10 minutos depois o fogo chegou à minha casa. Perdemos praticamente tudo", o desabafo é da aposentada Maria Anísia dos Santos Ramos, de 60 anos. Para ela, que mora na Comunidade há 40 anos, o problema é rotineiro. "Essa é a segunda vez que isso acontece comigo, mas já estamos acostumados com incêndios por aqui".    

Maria Gilvanete Batista dos Santos, que mora no local há 33 anos, estava voltando do mercado quando deparou com incêndio na comunidade. "Tinha ido comprar coisas para o aniversário da minha bisneta. Quando desci do ônibus, vi minhas meninas chorando. Pensei que fosse só na minha casa, mas não, foi com os meus vizinhos também". 

*Com informações de Maurício Martins

Fumaça era vista do bairro Jardim Guassú, em São Vicente (Foto: Jairo Marcos dos Santos/Via Whatsapp)


ver galeria
1/9
Veja Mais