Em um dia, sete banhistas ferem o pé por ferrões de bagre em Santos

Pessoas caminhavam pela orla da praia quando pisaram nos peixes mortos

11/01/2018 - 18:05 - Atualizado em 11/01/2018 - 18:05

Bagres podem conter toxinas e ferrão só deve ser retirado por profissionais da saúde (Foto: Matheus Müller/AT)

Pelo menos sete banhistas se feriram por ferrões de bagres mortos na orla de Santos nesta quinta-feira (11). Uma delas é Agatha de Andrade, de 18 anos, que caminhava pela beira d'água, na altura da Avenida Conselheiro Nébias, por volta das 11 horas, quando acabou pisando no peixe. 

De acordo com a amiga da jovem, América Martinha de Oliveira Silva, de 57 anos, um salva-vidas a ajudou, prestando os primeiros socorros. Em seguida, a moça foi encaminhada pelo Resgate do Corpo de Bombeiros à UPA Central, onde aguarda transferência para Santa Casa de Santos para que o ferrão possa ser retirado.

"Ela só foi atendida porque eu liguei na Ouvidoria. Havia três médicas na sala, elas fecharam a porta na minha cara. Agora peço ajuda para levá-la à Santa Casa e realizar a microcirurgia", conta.

Atenção

Acidentes com bagres na Baixada Santista são comuns nesta época do ano. Em 2016, por exemplo, A Tribuna On-line noticiou pelo menos quatro acidentes no mês de dezembro. Vale lembrar que a maioria dos peixes chega morta à praia.

     Jovem, de 18 anos, caminhava pela beira d'água quando se feriu (Foto:Arquivo pessoal/ América Martinha)

Resposta

A Fundação ABC, a organização social (OS) responsável pela gestão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Central, em Santos, informou que nenhum dos casos que deram entrada na UPA é considerado grave.

Veja Mais