Em protesto contra projeto de lei, motoristas de aplicativos fazem carreata em Santos

Matéria que será votada nesta terça (31) pode aumentar o valor do serviço cobrado

30/10/2017 - 13:30 - Atualizado em 30/10/2017 - 13:37

Motoristas percorreram a Avenida Presidente Wilson em direção ao Centro (Foto: Carlos Nogueira/AT)

Dezenas de motoristas de aplicativos realizam carreata, na tarde desta segunda-feira (30), da Avenida Presidente Wilson, no José Menino, em Santos, em direção ao Centro. O objetivo é chamar a atenção da população para a defesa do transporte por aplicativo, já que, nesta terça-feira (31), o Senado vota o  projeto de lei complementar (PLC) 28/2017, que regulamentará os serviços de transporte particular como Uber, 99 e Cabify. 

 

Se aprovado, o texto pode inviabilizar o transporte por aplicativo, ou pelo menos aumentar o valor do serviço cobrado. Afinal, os motoristas teriam que pagar tributos municipais, seguros e usar placa vermelha.

Silvam Fernandes, presidente do Sindicato dos Motoristas de Aplicativo do Litoral Paulista (Sindmalp), explica que do Centro de Santos, em frente ao Hotel Ibis sairão pelo menos dois ônibus que levarão representantes da região para São Paulo. De lá, todos seguem para Brasília para acompanhar a votação. 

"Estamos em dezenas aqui na carreata, mas devem chegar muito mais motoristas, inclusive de São Paulo. Queremos mostrar para a população que é importante cobrar os senadores, para que eles sejam contra a medida. Se acabarem com os aplicativos, vão prejudicar mais de 5 mil famílias só aqui na região, fora os usuários que são muito também", afirma.  

O texto que será votado está neste link.

Veja Mais