Cobra d'água atrai olhares e gera apreensão no Canal 6, em Santos

Segundo a Polícia Militar Ambiental, serpente aquática não representa risco às pessoas por não ser venenosa

12/10/2017 - 17:48 - Atualizado em 12/10/2017 - 17:48

Aparição nesta quinta é pelo menos a segunda, no local, em menos de 20 dias (Renata Almirón/Foto-leitor)

Os famosos canais de Santos costumam chamar a atenção da população por diversos motivos, seja pelo despejo irregular de objetos ou acidentes de trânsito. Desta vez, porém, foi uma cobra d’água quem atraiu olhares na Avenida Coronel Joaquim Montenegro (Canal 6).

Apesar de não ser venenosa, segundo a Polícia Militar Ambiental, a espécie gerou apreensão em moradores e em quem passava pelo local.

Renata Almirón Pereira, que trabalha com comércio exterior, diz que mora há 25 anos próximo ao local, entre as ruas Jurubatuba e Bolívia, é a segunda vez em menos de 20 dias que um animal desses surge no Canal 6. “A outra também era preta e amarela e quase do mesmo tamanho”.

A moradora contou ter ligado para o Corpo de Bombeiros para solicitar o contato da Polícia Militar Ambiental, mas foi informada que a situação já havia sido registrada por outro popular. O medo estaria na possibilidade da cobra ser venenosa, algo que já foi descartado. “Não entendemos de cobra. Caminhamos pelo canal e não sabemos se é peçonhenta, se pode nos atacar, aos cachorros e idosos”. 

A Polícia Militar Ambiental pede para ser informada sobre o aparecimento de cobras e orienta a não mexer nos animais, pois eles retornam ao habitat natural. O Corpo de Bombeiros informou o mesmo.

Sobre a cobra d’água

A espécie de hábitos diurnos é mais comum em áreas de cerrado e Mata Atlântica. A cobra pode chegar a até de 120 centímetros e se alimenta de pequenos anfíbios e peixes. As garças são predadoras dessas serpentes.

Veja Mais