Acidente volta a ocorrer em cruzamento no Campo Grande, em Santos

No mesmo local, outra ocorrência matou uma mulher que estava em um bar e foi atingida por um carro

11/08/2017 - 11:30 - Atualizado em 11/08/2017 - 13:49
Acidente ocorreu na manhã desta sexta-feira (11), por volta das 8h30 (Fotos: Jorge Tomaídes/via Whatsapp)

O cruzamento das ruas Pedro Américo e Almirante Barroso, no Campo Grande, em Santos, registrou, na manhã desta sexta-feira (11), mais uma vez, um acidente de trânsito. Dois carros colidiram no local por volta das 8h30.

O acidente ocorre pouco menos de duas semanas depois da faxineira Sonia Ferreira, de 58 anos, morrer ao ser atingida por um dos veículos que se chocaram no mesmo local. Na ocasião, a vítima fatal se divertia ao lado de amigos em um bar.

O comerciante Jorge Tomaídes é testemunha dos inúmeras freadas e acidentes ocorridos ali. “Antes da batida de hoje, tiveram duas freadas bruscas que ficaram no 'quase'. Desde que abriu a passagem da Glicério para a Rua Almirante Barroso, todo dia, são dois ou três sustos”. 

Acidente não deixou feridos, mas comerciante faz 
alerta para o alto número de colisões no local

Tomaídes entende que, além da lombada já prometida pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), seria necessária a instalação de uma sinalização piscante para chamar a atenção dos motoristas que vão cruzar a Rua Pedro Américo.

Segundo ele, os condutores que vêm pela Almirante Barroso não param no cruzamento, cuja preferencial é da pista transversal. Foi o que aconteceu nesta manhã.“A motorista da Ecosport branca passou direto e colidiu com a Saveiro de uma serralheria de Guarujá”. 

“Como pode o presidente da CET vir aqui (após o acidente que matou a cliente do Bar do Leonardo) e dizer que não tem estatística de acidentes neste local? Se não fizerem nada urgentemente, vai morrer mais gente. A pancada é tão forte que se um dia for contra uma moto, o motociclista vai morrer”, alerta o comerciante.

Procurada, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informou que o local já conta com reforço na sinalização, com uma placa adicional de pare, afixada por um cavalete na Rua Almirante Barroso, afim de melhorar a visibilidade dos motoristas. Ainda conforme a companhia, um projeto de lombada já foi desenvolvido pela empresa, que aguarda implementação por parte da Prodesan. 

Veja Mais