William Machado defende trabalho de Jair Ventura no Santos: "Respaldo total"

Gerente técnico de futebol do Peixe justificou resultados negativos e elogiou o treinador

13/03/2018 - 12:23 - Atualizado em 13/03/2018 - 14:32

William Machado esteve na sede Federação Paulista de Futebol (Foto: Rogério Soares/AT)

O gerente técnico de futebol do Santos, William Machado, foi o representante do clube na reunião de definição das datas e horários das quartas de final do Paulistão, na sede da Federação Paulista de Futebol, em São Paulo. Questionado sobre os recentes resultados negativos do Peixe, o dirigente defendeu Jair Ventura e elogiou seu trabalho.

"O Jair está fazendo um trabalho excepcional dentro das limitações do Santos e dentro da nova gestão, que assumiu em dezembro e teve pouquíssimo tempo para poder trabalhar o time e dar um padrão de jogo. Como já estávamos classificados, pudemos nos dar ao luxo de preparar o time para a Libertadores e dar rodagem aos novos atletas", explicou, justificando a derrota para o São Bento, por 3 a 1, no último domingo (11).

A decisão de escalar reservas na última rodada de classificação do Campeonato Paulista rendeu críticas ao treinador do Santos. No entanto William Machado garante que a diretoria apoiou o treinador e que os jogadores também foram cobrados.

"Jair tem respaldo total (para escalar reservas). Não pensamos em jogo por jogo. Temos que pensar em temporada. Sabemos do desgaste que nossos atletas estão tendo e precisamos conhecer os jovens que a gente tem. Então, nada melhor que o jogo. O treinamento não vai dar essa rodagem para os nossos atletas. (...) Sabemos que o desempenho poderia ter sido melhor, cobramos eles, mas a gente entende que faltou entrosamento", completou.

Ainda em defesa do técnico, o gerente de futebol afirmou que é necessário um certo tempo para que os resultados positivos comecem a acontecer. Além disso, ele explicou que os problemas financeiros também atrapalham na hora de dar variedade ao elenco.

"Estamos começando um trabalho. O Jair pegou um novo grupo em uma nova gestão, está implementando seu modelo de jogo e ainda faltam algumas pessoas para dar uma maior variação nesse modelo. A diretoria está ciente disso. Sabemos das dificuldades financeiras. Com tudo isso, não podemos colocar o técnico como questão principal. Falar em qualquer possibilidade de insegurança do técnico seria criminoso", finalizou.

Ganso

Após o presidente do Santos, José Carlos Peres, ter admitido interesse na contratação de Paulo Henrique Ganso, William afirmou que ainda não há nenhuma negociação em andamento. Segundo o ex-zagueiro, as portas do Santos estão abertas para o meia.

"Existe (possibilidade de repatriar o Ganso) porque é um jogador que tem uma história no clube, mas valores e disposição do atleta são fatores que passam por uma negociação. Mas essa se negociação for iniciada, ela passa a partir do presidente. Que eu saiba, até então não teve nada, mas o presidente tem autoridade de começar uma negociação e depois nos comunicar", disse.

Veja Mais