Santos atende torcida e vende ingressos para cadeiras cativas da Vila Belmiro

Clube estuda prazo para proprietários se manifestarem se irão utilizar a cadeira em dias de jogos

18/09/2018 - 21:07 - Atualizado em 18/09/2018 - 21:20

Presidente estima que existam até 1.500 cadeiras cativas em atraso na Vila Belmiro (Foto: Nirley Sena/AT)

Com o objetivo de atender a uma antiga reivindicação da torcida, o Santos tem vendido ingressos para o setor das cadeiras cativas e especiais da Vila Belmiro desde o começo deste ano. A confirmação foi feita pelo presidente do clube, José Carlos Peres, na tarde desta terça-feira (18). De acordo com o mandatário alvinegro, desde o início do ano nenhuma das cadeiras devolvidas ao clube está sendo recolocada à venda no formato convencional.

A comercialização de ingressos para aquele setor, principalmente nos dias de casa cheia, é um antigo pedido dos torcedores santistas, que, muitas vezes, não conseguiam acompanhar um jogo grande por falta de lugares nas demais dependências do estádio, enquanto o setor permanecia com cadeiras vagas. No clássico de domingo (16), contra o São Paulo, que terminou empatado em 0 a 0, o cenário já foi diferente.

“Torcedor sempre reclamou do estádio mais ou menos lotado e das cativas sempre vazias. Temos mil ou 1.500 cadeiras em atraso e estamos, nesses casos, colocando ingressos à venda. Quando uma cadeira é devolvida, nós, desde janeiro, não colocamos mais à venda (a cadeira volta para o Santos em caso de morte do proprietário ou diante de  determinado período de inadimplência). E isso tem se tornado um ativo do clube. Colocamos uma placa com o nome do Santos e vendemos ingressos na bilheteria", explicou o presidente.

Peres também revelou que já tem um estudo em andamento para estipular um prazo, antes dos compromissos do Santos em casa, para que os proprietários de cadeiras cativas se manifestem sobre a presença na espaço. Aqueles que cederem os seus assentos dentro de data previamente determinada receberão  premiação.

“É um estudo que bonificaria quem ceder a cadeira por cortesia. Daríamos pontos para descontos nos produtos do Santos ou ingressos. É importante elas estarem sempre cheias. Bom será o dia em que tudo for do Santos”, concluiu o mandatário.

Veja Mais