PM veta treino com portões abertos no Pacaembu

Escala da corporação no feriado do Dia de Nossa Senhora Aparecida frusta planos do Santos

10/10/2018 - 19:02 - Atualizado em 10/10/2018 - 19:08

Peixe havia anunciado que haveria treino aberto no estádio (Foto: Jefferson Pancieri)

Além de não poder jogar o clássico deste sábado (13) contra o Corinthians na Vila Belmiro, como desejava, o técnico Cuca não poderá realizar outro desejo: comandar o último treinamento antes do duelo com o arquirrival, no Pacaembu, com os portões abertos.

De acordo com a assessoria de imprensa do clube, na terça-feira (9) a Polícia Militar vetou a atividade perante à torcida. O treinador, no entanto, não tinha conhecimento do fato e, em entrevista para A Tribuna On-line no início da tarde desta quarta-feira (10), disse que realizaria o treino no local do jogo.

"Está definido. Vamos treinar com os portões abertos. É Dia das Crianças, é Dia de Nossa Senhora Aparecida, então vamos abrir a atividade para a torcida. Queremos que os jogadores estejam perto dos torcedores e que eles acompanhem o nosso time. Além disso, temos que preparar o espírito da equipe para o dia seguinte", falou o técnico.

Após a publicação da matéria, o clube, por meio de suas redes sociais, veio a publico esclarecer a situação. "O treino aberto não acontecerá na sexta-feira. O Santos gostaria muito de organizá-lo, mas por causa da escala policial no feriado não será possível. Peço a compreensão de vocês", informou.

O clássico acontece às 19 horas de sábado, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. O compromisso também marcará o reencontro dos jogadores santistas com o técnico Jair Ventura. Hoje no Timão, o treinador trabalhou no Peixe nos sete primeiros meses desta temporada, mas acabou demitido após a pausa para a Copa do Mundo.

Veja Mais