Após apagão no jogo Santos e Corinthians, João Doria descarta investir no Pacaembu

Prefeito afirma que o problema vai ser resolvido pela iniciativa privada

05/03/2018 - 20:33 - Atualizado em 05/03/2018 - 21:06

O clássico entre Santos e Corinthians, no domingo (4), foi interrompido aos 21 minutos do segundo tempo por causa de um apagão no Pacaembu. A partida só foi reiniciada após cerca de 50 minutos. O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), estava no estádio e, nesta segunda-feira, se pronunciou. Por meio de um vídeo, avisou que não vai fazer qualquer investimento para melhoria no local. 

Confira as declarações do prefeito:



Apesar de tudo que o prefeito falou, uma atitude já foi tomada: a Secretaria de Esportes e Lazer afastou o diretor do Pacaembu, José Eduardo Gomes. Houve também uma solicitação para que a Eletropaulo faça algo para tentar evitar a repetição de oscilações de energia.

O confronto entre Santos e Corinthians não foi o primeiro a sofrer com algum apagão no estádio. Palmeiras e Portuguesa, pela Copa São Paulo, ficou 15 minutos parado por falha parecida. Já São Caetano e Corinthians, pelo Paulistão, foi paralisado por 30 minutos devido à falta de luz. Duelos entre Timão e Ferroviária e Corinthians e São Paulo também tiveram problemas, mas de menor intensidade.

Veja Mais