Para economista, investimento ajudará na recuperação do setor portuário

Denise Pasqual apresentou as principais tendências do setor no evento Conheça o Porto

10/11/2017 - 14:08 - Atualizado em 10/11/2017 - 14:35

Segundo a economista, próximo ano deve ser promissor para o cais santista (Foto: Alexsander Ferraz/AT)

As perspectivas de uma recuperação econômica do País estão ligadas, principalmente, à retomada do investimento privado. E neste contexto, as concessões e privatizações são possibilidades reais para o aquecimento do mercado, sobretudo no setor portuário. 

A informação é da economista Denise de Pasqual, diretora comercial da Tendências Consultoria Integrada, que apresentou as principais tendências do setor para os próximos anos na manhã desta quinta-feira (09) , na solenidade de lançamento da 3ª temporada do projeto Por Dentro do Porto, da TV Tribuna. 

“A retomada do crescimento começou na metade deste ano. A gente saiu do fundo do poço e essa retomada continua em 2018. Isso pode durar 10 anos ou menos, dependendo da continuidade da política econômica e das reformas que precisam ser feitas. Tem um longo caminho para percorrer, mas já dá para dizer que a retomada começou sim”, destacou Denise.

Segundo a economista, as reformas, principalmente a da Previdência, são fundamentais para garantir o crescimento da economia, mesmo que sejam impopulares. Por conta disso, ela adverte para a necessidade de o próximo governo manter uma agenda reformista e garantir o apoio do Congresso para a aprovação das matérias necessárias. 

Mesmo com as incertezas políticas, Denise acredita que o próximo ano seja promissor para o cais santista. “A gente tem um risco grande, que são as eleições no meio do caminho, mas a economia está se recuperando e a gente vai ter um desempenho mais positivo. Particularmente aqui para a região, todo o setor exportador de cargas vai se movimentar mais. Tem setores da economia que vão se destacar em 2018 e devem afetar positivamente o movimento do Porto”.

A especialista destaca ainda que, nos próximos anos, o crescimento será impulsionado pelos investimentos privados em ativos públicos. Concessões e privatizações de diversos setores, como portos e aeroportos, entram nesta lista. “O Brasil tem muitos problemas de infraestrutura e precisa saná-los para ter um crescimento suste

Veja Mais