Novo modal pode transportar cargas a uma velocidade de até 1.200 km/h

Ricardo Penzin da Hyperloop Transportation Technologies esteve no Santos Export

12/09/2018 - 14:04 - Atualizado em 12/09/2018 - 14:19

Os participantes do evento, promovido pelo Grupo Tribuna, puderam ver, por minutos, o que até pouco tempo atrás seria considerado um projeto futurista vindo de uma obra de ficção científica.

Ricardo Penzin, diretor de Desenvolvimento de Negócios no Brasil da Hyperloop Transportation Technologies, apresentou o conceito de um novo meio de transporte que está sendo desenvolvido em 12 países do mundo, o Hyperloop.

Uma espécie de avião sem asas, o veículo se desloca dentro de um tubo a vácuo a uma velocidade de 1.200 quilômetros por hora, o que significa fazer uma viagem entre São Paulo e Rio de Janeiro em 22 minutos. O modal pode fazer o transporte de cargas ou passageiros.

No Brasil, a empresa apostou na logística e em carga e montou um centro de pesquisa em Minas Gerais. “Nos próximos dez anos, teremos algo sendo construído que foi desenvolvido aqui e exportado para o mundo todo”, diz Penzin.

Com o mote de sustentabilidade, eficiência e integração, o equipamento terá placa solar, responsável por produzir a energia necessária para a sua locomoção.

Ainda sem números projetados para operações de carga, a promessa da empresa é de que, até o final do ano, o primeiro teste de transporte de passageiros seja feito em Toulouse, na França, num trajeto inicial de 1,5 quilômetro. (EC) 

Veja Mais