Movimentação de cargas no Porto de Santos registra recorde em março

Números são da Gerência de Estatísticas da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp)

25/04/2018 - 16:22 - Atualizado em 25/04/2018 - 16:38

Movimento apresentou recorde de 12,24 milhões de t, que representa aumento de 12, 7% (Foto: Alexsander Ferraz/ AT)

O movimento de cargas no Porto de Santos em março passado apresentou recorde de 12,24 milhões de toneladas, o que corresponde a um aumento de 12,7% em comparação com igual mês do ano passado (10,86 milhões de t). Nos embarques, o crescimento foi de 11%, atingindo 9,02 milhões t (no mesmo mês de 2017 foi 8 12 milhões t). Nos desembarques, o incremento foi ainda mais expressivo: 17,7%, com a marca de 3,21 milhões t (ante 2,73 milhões t movimentadas em março do ano anterior).

Os números são da Gerência de Estatísticas da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), que salienta que o resultado é o melhor já registrado para um mês de primeiro semestre.

Conforme comunicado da Codesp, o início da safra brasileira de grãos é um dos principais fatores para o acréscimo expressivo na movimentação de cargas no porto. O embarque do complexo soja (grãos e farelo) foi o principal fator para o recorde. O número é o maior já registrado em um mês no Porto de Santos: 4,04 milhões de toneladas, 13,2% maior que o recorde anterior registrado em março do ano passado. 

O açúcar, por sua vez, obteve um crescimento de 2,5% em relação ao ano anterior, marcando 1,09 milhão t (em março de 2017 foi 1 06 milhão t), o 2º produto mais embarcado no mês. O 3º produto no ranking é a celulose, com 421,5 mil toneladas, crescimento de 73,7% em relação a março do ano passado (242,5 mil t).

Outro destaque é o adubo. A carga registrou seu melhor desempenho histórico para o mês, com 247,2 mil toneladas (aumento de 31,9% em relação a março de 2017, quando o movimento foi de 187,5 mil t). É a 4ª carga de maior movimentação no geral e a 1ª em desembarques.

A 2ª neste fluxo foi o enxofre, com crescimento de 19,7% e movimento de 177 mil t (em março de 2017 o registro foi de 147,8 mil t). em 3ª posição nos desembarques ficou o trigo, que também marcou seu recorde para o mês, com 112 5 mil toneladas (crescimento de 89,2% em relação a março de 2017 que obteve 59,4 mil toneladas).

Primeiro trimestre

Segundo a Codesp, o primeiro trimestre de 2018 registrou a movimentação de 30,91 milhões de toneladas no porto, resultado recorde para o período. O crescimento em relação aos três primeiros meses de 2017 foi de 10,8%. 

Os embarques atingiram 21,93 milhões de toneladas, crescimento de 11,6% em relação a 2017. O complexo soja, com um crescimento de 6,4%, foi o produto mais embarcado, com 8,07 milhões de toneladas, seguido de açúcar (3,05 milhões t) e milho (1,41 milhões t).

Os desembarques no período alcançaram 8,97 milhões de toneladas, crescimento de 9% em relação a 2017. O produto com maior movimentação no período foi o adubo, com 780,1 mil toneladas, queda de 17,8% em relação ao 1º trimestre de 2017. Em 2º ficou o enxofre, com 626 mil toneladas, crescimento de 19,6% sobre o acumulado de 2017. 

O fluxo de navios registrou aumento. Foram 438 atracações em março deste ano ante 414 no mesmo mês do ano passado. No trimestre, 2018 registrou 1.230 atracações, contra 1.163 no ano passado.

Contêineres

O movimento de contêineres registrou 24,1% de crescimento no mês e 18,2% no acumulado do ano. O primeiro trimestre de 2018 apresenta movimentação de 998.097 TEU (que é a unidade padrão para contêineres, equivale a um contêiner de 20 pés), em comparação com 844.083 TEU no mesmo período de 2017. No mês, a movimentação foi de 354.621 TEU, em comparação com 285.828 TEU em março de 2016.

Veja Mais