Capitania dos Portos lança Operação Verão na região

Durante campanha, Autoridade Marítima irá intensificar a fiscalização de iates e lanchas

21/12/2017 - 17:25 - Atualizado em 21/12/2017 - 17:58

 

Embarcações têm suas documentações e as de seus condutores verificadas (Foto: Divulgação)

Entre esta sexta-feira (22) e o dia 19 de fevereiro, a Capitania dos Portos vai intensificar as ações de conscientização e de fiscalização do tráfego aquaviário nas áreas de maior concentração de embarcações, principalmente as de esporte, recreio e de turismo náutico. Trata-se da Operação Verão, realizada todos os anos pela autoridade marítima nas praias da região.

 

Durante a operação, as embarcações abordadas pelas equipes da CPSP têm suas documentações e as de seus condutores verificadas. Neste ano, o tema escolhido pela Marinha para a campanha é a valorização da vida e a responsabilidade do proprietário e do condutor da embarcação.

 

Este ano, ela mobilizará cerca de 111 militares do Com8DN, da CPSP e da Delegacia da Capitania dos Portos em São Sebastião que atuarão diretamente nos 423 municípios sob a responsabilidade da Capitania, verificando o cumprimento das regras de segurança da navegação, enquanto 239, atuarão indiretamente (logística, mobilização e suporte).

 

As ações de fiscalização envolverão os seguintes aspectos: habilitação dos condutores, documentação da embarcação, material de salvatagem (coletes e boias), extintores de incêndio, luzes de navegação, a lotação e o estado da embarcação. Além disso, serão utilizados etilômetros, tendo em vista que é proibido o consumo de bebidas alcoólicas pelos condutores.

 

No período estão planejadas, ainda, ações de presença de agentes da Autoridade Marítima Brasileira em entidades náuticas, clubes, marinas e colônias de pescadores, para realização de palestras educativas sobre as principais normas de segurança da navegação.

 

Estatísticas

 

Dados da DPC mostram que no verão 2016/2017 ocorreram mais de 34% do total dos acidentes registrados até dezembro deste ano. As lanchas e motos aquáticas são destaques nas estatísticas. Nos últimos três verões elas representaram mais de 74% dos casos registrados com embarcações de esporte e recreio. De dezembro de 2016 a março de 2017, as embarcações que mais se envolveram com acidentes durante o lazer foram lanchas (57%), motos aquáticas (16%) e botes (11%).

 

Na Operação anterior, a CPSP e a Delegacia da Capitania dos Portos em São Sebastião (DelSebastião) conseguiram realizar 4.519 abordagens, 383 notificações e 40 apreensões de embarcações.

Veja Mais