Agência marítima disputa premiação internacional por sistema de mapeamento

Alphamar Agência Marítima, com sede em Santos, concorre ao Global Grain Awards

14/11/2017 - 13:25 - Atualizado em 14/11/2017 - 13:49

Alphatrack possui informações sobre capacidades e custos para o transporte de grãos e oleaginosas 

A Alphamar Agência Marítima, com sede em Santos, está entre as três finalistas da categoria Melhor Empresa de Serviços Logísticos e Navegação da edição deste ano do Global Grain Awards, prêmio dado às companhias mais influentes na cadeia mundial de grãos e oleaginosas. Os outros concorrentes são o Porto de Antuérpia, na Bélgica, e o armador alemão Oldendorff, que tem uma frota de cerca de 500 graneleiros.

Os ganhadores desta e das demais categorias do Global Grain serão conhecidos nesta terça-feira (14), em um jantar de gala no Hotel Intercontinental de Genebra, na Suíça.

A seleção da agência marítima e também operadora portuária – que atua em Santos e nos complexos de Paranaguá (PR), Itaqui (MA) e Vila do Conde (PA) – como finalista na categoria, ao lado do segundo maior porto da Europa e de um dos principais armadores do mercado, se deve principalmente a um serviço desenvolvido por ela e que tem chamado a atenção de seus clientes, o Alphatrack.

Trata-se de uma ferramenta de mapeamento logístico com informações sobre capacidades e custos para o transporte de grãos e oleaginosas no Brasil. Há dados sobre mais de 200 armazéns, 93 esmagadoras de grãos e 36 terminais portuários especializados nesse tipo de carga, além de 19 ferrovias, 15 complexos marítimos e concessionárias responsáveis por mais de 5.500 quilômetros de estradas. E todos esse material é apresentado utilizando a plataforma Google Earth - mapa virtual do globo terrestre desenvolvido pela gigante tecnológica Google.

Com o Alphatrack, os diretores e funcionários da agência mostram aos clientes as melhores formas de escoar a produção brasileira de grãos e ainda apresentam informações sobre gargalos logísticos e corredores de transporte com planos de crescimento, conhecimento estratégico especialmente para quem pretende investir no País. A ferramenta já foi apresentada para mais de 1.500 profissionais, de mais de 100 empresas, de 20 países.

“Informação é poder e hoje, mais do que nunca, isso é uma realidade. Nós agregamos valor ao nosso serviço como agentes marítimos, operadores portuários ou atendendo navios, oferecendo a nossos clientes esses dados analisados, entregando a eles um conhecimento estratégico sobre o mercado brasileiro. Buscamos mostrar como melhor operar no Brasil e passamos a atuar como uma consultoria logística também”, explica um dos sócios-diretores da Alphamar Marcelo Neri, que hoje, ao lado de outro sócio-diretor, Arthur da Anunciação, participa do evento de premiação da Global Grain.

Neri explica que o Alphatrack começou a ser desenvolvido pelo setor de inteligência de mercado da filial de São Luís. E desde 2014 é oferecido a clientes. Sua aceitação foi tanta que levou a empresa a apresentá-lo em conferências internacionais, ampliando a visibilidade da empresa no exterior. Em julho passado, a ferramenta foi destaque em um evento da própria Global Grain na Ucrânia.

Fundador da agência e, hoje, um de seus sócios-diretores, Adalberto Mariani explica que a criação do Alphatrack reflete a própria estratégia da companhia. “Como agentes de navegação, acabamos acompanhando a maioria das atividades nos portos e no comércio exterior. Assim, temos os dados. O que fizemos foi trabalhar esses dados e entregar conhecimento como um produto”, afirmou.

Adalberto acompanhará a premiação do Brasil. Questionado se a agência levará o prêmio, prefere dizer que já considera “uma premiação ter sido escolhido ao lado do segundo maior porto europeu e de um dos principais armadores do mercado. Isso já é uma vitória”. 

Veja Mais