Tentativa de assalto a farmácia termina em morte em Guarujá

Ladrão tentava roubar medicamentos para disfunção erétil quando foi surpreendido por um policial militar

18/05/2017 - 08:00 - Atualizado em 18/05/2017 - 08:00

Wilson Vital Duarte Júnior, de 25 anos, morreu durante tentativa de assalto a uma farmácia em Vicente de Carvalho. Ao ser surpreendido por um policial militar, no comércio para uma compra, o jovem tentou sacar um revólver calibre 38 e foi atingido por um tiro.

O roubo ocorreu na filial da Drogaria São Paulo localizada na Avenida Thiago Ferreira, na Vila Alice, domingo (14) à tarde. Como se fosse cliente, Wilson se aproximou do balcão, mas levantou a camisa para exibir a arma que portava. Em seguida, o rapaz entregou à vítima uma sacola para que nela fossem colocados medicamentos para disfunção erétil, cujo valor no mercado negro é elevado. 

O acusado ainda pegou produtos de perfumaria e R$ 37,00. Porém, antes da fuga, Wilson foi surpreendido pelo PM, que estava de folga e à paisana. Por meio de gestos, uma testemunha alertou o agente público sobre o roubo e ele se identificou, mandando o marginal se entregar.

No entanto, diante da reação de Wilson, o policial sacou a sua pistola mais rápido e disparou no jovem. O acusado caiu na porta da drogaria e logo foi desarmado. Levado ao Hospital Santo Amaro, morreu horas depois.

O revólver do rapaz estava com seis balas. Além da arma, foi apreendido um Fiat Palio preto, com o qual o acusado pretendia fugir. Para o delegado Wagner Camargo Gouveia ficou claro que o PM agiu em legítima defesa.

Wilson possuía passagens pela polícia. Em fevereiro de 2009, com 17 anos, foi detido por roubar uma moto em Santos, mediante o uso de arma de fogo. No ano seguinte, o rapaz portava um revólver 38 municiado, em Guarujá, sendo preso em flagrante. Em agosto de 2012, o jovem também estava armado e assaltou uma lan house em Vicente de Carvalho.

Veja Mais