Quatro homens são detidos em flagrante com fuzis, dinheiro e joias em Guarujá

Um deles era procurado da Justiça por participação em um roubo a caixa eletrônico

12/03/2018 - 14:45 - Atualizado em 12/03/2018 - 23:17

Armas, munições e grande quantia em dinheiro foram apreendidas (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

Quatro homens foram presos em flagrante com dois fuzis, um revólver, além de munições, grande quantia em dinheiro e joias, na noite do último domingo (11), no Centro de Guarujá. Após a abordagem de um dos suspeitos, houve troca de tiros e um homem foi alvejado na mão. Os quatro foram conduzidos à Delegacia Sede da Cidade. Um deles afirmou à Polícia ser membro de uma facção criminosa paulista Primeiro Comando da Capital (PCC). 

Segundo informações da Polícia Militar, por volta das 23 horas, um Renault Duster, com película filme escura, foi avistado nas imediações da Avenida Leomil. Por estar fora do padrão legal, foi solicitada pelos policiais a parada do condutor na via. 

Abordado, o veículo estacionou no canteiro central da avenida e, após alguns instantes, o condutor desceu do carro apontando um fuzil na direção dos policiais militares, tentando empreender fuga.  Houve troca de tiros e o infrator foi baleado na mão e detido em seguida. 

Um outro criminoso, que também estava no interior do Renault Duster, no banco do passageiro, estava foragido da Justiça pelo crime de furto à caixa eletrônico. Com ele foram encontrados R$ 7.800,00 em dinheiro, além de um carregador de pistola alongado com 33 munições. 

À Polícia, o suspeito, identificado como Vinicyus Soares da Costa, de 28 anos, informou ser integrante da fação criminosa PCC.  Ainda no porta-malas do veículo, policiais encontraram um segundo fuzil municiado. 

Na sequência, outros dois veículos, um Hiunday IX35 e um Saveiro, que estavam com o Duster, foram parados nas imediações. No primeiro carro, após revista, foi localizada uma pistola calibre .40 municiada. No outro, os policiais localizaram munições de calibre .45.

Todos os envolvidos foram conduzidos ao DP Sede. 

Veja Mais