Produtos de games furtados são anunciados na internet e vendidos para a própria vítima

Orientado pela Polícia, o empresário se passou por interessado e marcou encontro com o vendedor

21/01/2018 - 08:18 - Atualizado em 22/01/2018 - 07:58

Leonardo Lucas de Oliveira Almada, de 33 anos, foi preso em flagrante sob a acusação de tentar vender equipamentos de videogame furtados de uma empresa no Macuco, em Santos. Ele ofereceu os produtos no site OLX e, sem saber, os negociou com a própria vítima.

“O dono da empresa é o único representante comercial no Brasil da marca dos equipamentos furtados. Por isso, ele estranhou quando viu os produtos sendo oferecidos pela internet”, contou o chefe dos investigadores do 4º DP de Santos, Adriano Jorge de Mattos.

 Homem foi autuado pelos crimes de receptação qualificada e corrupção de menor (Foto: Divulgação)

Orientado pelo policial civil, o empresário se passou por interessado e marcou encontro com o vendedor, que se identificou por “Almada”, seu sobrenome verdadeiro, e informou um número de celular de contato com o código de área 13.

O local definido para se consumar a transação foi a Avenida Ana Costa, no Campo Grande, em frente a um laboratório de análises clínicas. Leonardo estava acompanhado de um adolescente de 15 anos, que também chegou a participar das negociações por telefone.

Os investigadores Mattos e Ricardo Krone acompanharam a vítima ao encontro, mas se mantiveram à distância. Eles só entraram em ação quando os acusados entregaram os equipamentos oferecidos pelo site e que pretendiam vender pela quantia de R$ 1.350,00.

Mais produtos furtados foram recuperados no apartamento de Leonardo, na Rua Castro Alves, no Embaré. Porém, a quantidade de equipamentos apreendidos é bem aquém da levada da empresa. A vítima estimou o seu prejuízo em R$ 110 mil.

O delegado Luiz Henrique Ribeiro Artacho autuou Leonardo pelos crimes de receptação qualificada e corrupção de menor, cujas penas somadas variam de quatro a 12 anos de reclusão. O acusado foi encaminhado à cadeia do 5º DP de Santos. O adolescente foi entregue à sua mãe.

Telhado

O furto à empresa de equipamentos de videogame aconteceu na madrugada do dia 14. Apesar de o local ser monitorado com alarme, ladrões ainda não identificados o invadiram através do telhado.

A detenção da dupla que tentou vender parte dos produtos foi na quinta. Segundo o delegado Artacho, as investigações prosseguem para identificar os autores do furto e demais receptadores, bem como para recuperar o restante das mercadorias. 

Veja Mais