Polícia diz que menor atropelou e matou menino e tia no Jabaquara, em Santos

Motorista estava dirigindo em alta velocidade e fugiu logo após o acidente

01/11/2017 - 13:30 - Atualizado em 01/11/2017 - 13:36

Tia  e menino foram atropelados na tarde de terça-feira
(Foto: Arquivo Pessoal)

A Polícia Civil identificou, nesta quarta-feira (1º), o suspeito de dirigir o carro que atropelou e matou o garoto Enzo Henrique Siqueira Ricardo, de 2 anos, e a tia Isabel Cristina Rodrigues, de 18 anos, e afirma que ele é menor de idade. O atropelamento ocorreu no canteiro central da Avenida Dr. Waldemar Leão, no Jabaquara, em Santos, na tarde de terça-feira (31). 

De acordo com o delegado titular do 2º Distrito Policial, Carlos Henrique Fogolin de Souza, as investigações já estão bem adiantas e ele já tem fortes indícios de quem atropelou e também a quem pertence o veículo.

"Como ele é menor de idade, nós não podemos dar mais identificações. A família pretende apresentar o menino e depois iremos identificar quem era a outra pessoa que estava ao lado do motorista.  Nós vamos terminar o inquérito policial e encaminhar ao Fórum e à Vara da  Infância e Juventude para que os promotores e juízes tomem as providências necessárias. Possivelmente a internação'', disse, em entrevista à TV Tribuna.

Pela manhã, diversas testemunhas passaram pelo 2º DP para conversar com o delegado. Câmeras de monitoramento do posto de combustíveis que fica bem próximo ao local do acidente, onde o motorista parou o carro, já estão com a polícia.

Nas imagens, é possível ver o momento em que duas pessoas descem do carro após o episódio, desesperadas com o que tinha acontecido.

O pai de Isabel, Erik Cristiano Rodrigues, falou um pouco sobre a jovem. "A Isabel é tudo de bom. É exemplo, uma menina de muito coração. Um cara sem responsabilidade nenhuma. Pelo menos os pais dele precisam arcar com a responsabilidade de pais. Queremos justiça". 

A prima da jovem também falou com a reportagem da TV Tribuna. "A pessoa faz uma coisa dessas e não tem a capacidade de parar para ajudar. Até mesmo para os pais ver uma coisa dessa é difícil. Nós queremos justiça. Os pais estão destroçados, a família inteira. Pedimos justiça para que casos assim não aconteça novamente. Eu como mãe sinto muito''. 

Acidente ocorreu por volta das 12h50, no Jabaquara, em Santos (Foto: Carlos Nogueira/AT)

A  família das vítimas esteve logo cedo no Instituto Médico Legal (IML) pedindo a liberação dos dois corpos. O velório deve acontecer na Santa Casa de Santos até o fim da tarde e o enterro da tia e do menino deve ser, às 16h30, no cemitério da Areia Branca. 

Veículo utilizado no atropelamento foi abandonado
(Foto: Carlos Nogueira/AT)

O caso

Isabel e Enzo foram atingidos perto do Túnel Rubens Ferreira Martins. O motorista fugiu com o carro, abandonando-o depois nas imediações.

Segundo testemunhas, o veículo invadiu o canteiro central após desviar de um motociclista, quase atropelando-o.

O motorista estaria dirigindo em alta velocidade e fugiu logo após o acidente. O veículo foi encontrado na Avenida Rangel Pestana, ao lado do Centro de Treinamento do Santos. 

Segundo o pai do menino, Paulo César Ricardo Júnior, Isabel desceu o Morro do Fontana com os dois filhos dele: Enzo e Felipe, de 7 anos. O objetivo era embarcar o menino mais velho no ônibus escolar que o levaria para o colégio. Para isso, tia e sobrinhos atravessaram a Waldemar Leão, porque o coletivo parou na pista sentido praia.

Ao iniciar o retorno ao Morro do Fontana apenas com Enzo, Isabel atravessou esta pista e parou no canteiro central. Antes de começar a travessia da via sentido Centro, ela e a criança foram atropeladas pelo Audi.

Veja Mais