Pitbull morre ao ser transportado em bagageiro de ônibus sem ventilação

Dono do animal e motorista do veículo foram autuados em R$ 6 mil cada

26/12/2017 - 09:36 - Atualizado em 26/12/2017 - 09:53

Viagem entre os municípios leva cerca de uma hora;
foi o tempo que o animal passou sem ventilação

Um cachorro da raça pitbull foi encontrado morto no bagageiro de um ônibus em Itanhaém. A responsabilidade da morte do animal foi atribuída, pela Polícia Militar Ambiental (PMA), ao dono e ao motorista do veículo, que admitiu transportá-lo em um compartimento não climatizado. Ambos foram atuados em flagrante em R$ 6 mil cada. 

Segundo o capitão da PMA, Ricardo Bussotti, o infrator e seu cachorro saíram de Goiânia (GO) no final de semana para passar o Natal com os familiares na Baixada Santista.

O primeiro trajeto da viagem, até Santos, foi feito em um coletivo com o bagageiro climatizado e, portanto, não ocasionou problemas ao animal, que estava em uma caixa adequada para o transporte. 

Ao tomar o ônibus para Itanhaém, no entanto, o problema veio à tona. O veículo não era climatizado e não podia transportar o pitbull. Bussotti conta que o motorista alertou ao passageiro sobre a situação, mas esse disse que se responsabilizaria por qualquer adversidade.

“Até nos estranha o funcionário ter admitido (o cachorro). Quando (o transporte de animais) acontece sem a anuência do motorista, geralmente é uma ação de traficantes de animais, que utilizam compartimentos ocultos (para enganar a fiscalização)”.

Ao chegar à rodoviária de Itanhaém e abrir o bagageiro foi notado que o pitbull já estava morto dentro da caixa. O calor e a falta de oxigênio são as prováveis causas da morte do cão. A PMA foi acionada através de uma denúncia.

Veja Mais