Mulher é presa por contrabando em Praia Grande

Contra a comerciante também recaiu a contravenção penal de jogo de azar

17/01/2018 - 21:34 - Atualizado em 17/01/2018 - 21:39

A comerciante Maria Celuza Alves da Silva, de 55 anos, possuía cigarros de procedência paraguaia em sua mercearia, em Praia Grande, e foi presa por contrabando.

A mulher foi autuada em flagrante pelo delegado Rodrigo Martins Lotti e recolhida à cadeia. O contrabando é crime inafiançável, com pena de dois a cinco anos de reclusão.

Contra a comerciante também recaiu a contravenção penal de jogo de azar, porque ela mantinha em seu estabelecimento duas máquinas caça-níqueis.

As apreensões dos cigarros e dos caça-níqueis ocorreu no início da noite de terça-feira. Guardas civis municipais disseram que foram à mercearia, na Avenida Frei Vicente do Salvador, no Trevo, após uma denúncia anônima. 

Veja Mais