Mulher agride enfermeira e técnica no PS da Zona Noroeste

As duas servidoras municipais foram empurradas e ficaram com cortes, arranhões e hematomas

12/08/2018 - 20:17 - Atualizado em 12/08/2018 - 20:39

Prefeitura irá ceder as imagens da câmera de monitoramento à Polícia Civil (Foto: Irandy Ribas/AT)

Uma enfermeira e uma técnica de gesso foram agredidas pela acompanhante de um paciente no Pronto-Socorro (PS) da Zona Noroeste, em Santos. O caso foi registrado na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). A Prefeitura informa que há uma câmera de monitoramento no local e vai ceder as imagens para a Polícia Civil.

As duas servidoras municipais foram empurradas e ficaram com cortes, arranhões e hematomas pelo corpo. A agressão aconteceu na última sexta-feira (10) e veio à tona depois que um vídeo feito com um celular circulou nas redes sociais.

A agente da Guarda Municipal de plantão na unidade de saúde não presenciou a briga, mas chegou logo em seguida e pediu apoio de colegas de farda e da Polícia Militar. Outros pacientes que estavam no local tentaram apartar a confusão.

A Prefeitura de Santos, por meio de nota, informa que está investindo na segurança do complexo hospitalar que, recentemente, passou a contar com câmeras. 

Repúdio

O Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP) emitiu nota em que lamenta e repudia a violência contra profissionais de enfermagem no ambiente de trabalho e cita o caso no PS da Zona Noroeste. “É inadmissível que trabalhadores e trabalhadoras continuem sendo agredidos em seu cotidiano, enquanto se esforçam para garantir o acesso dos cidadãos à uma assistência qualificada, em um contexto de desmonte da saúde, falta de estrutura, insumos e de pessoal”.

Veja Mais