Motorista leva pedrada na cabeça na Rodovia dos Imigrantes

O ferimento só não foi maior porque a haste do óculos da vítima amenizou o impacto

01/03/2018 - 20:35 - Atualizado em 01/03/2018 - 23:10

Vidro do lado do motorista ficou totalmente destruído  (Foto: Fábio Rogério Bandeira - Arquivo pessoal)

Manter o foco na estrada já não é o suficiente para evitar acidentes. Há tempos, motoristas têm sido vítimas de marginais que tentam assaltar nas rodovias da região e, por volta das 16 horas desta quinta-feira (1), mais uma vítima esteve na mira dos criminosos. O representante comercial Fábio Rogério Bandeira, de 44 anos, tomou uma pedrada na cabeça enquanto atravessava a Ponte do Mar Pequeno, na Rodovia dos Imigrantes, em São Vicente. 

Felizmente, o condutor teve apenas um ferimento leve na têmpora. “A pedra pegou na haste do meu óculos e minimizou o impacto.  Mas, poderia ter atingido meu olho e ser algo mais grave”.

Bandeira não viu quem atirou o objeto, mas como a pedra acertou o vidro lateral do motorista e este seguia sentido Praia Grande/São Vicente, tudo indica que o criminoso tenha feito o arremesso da pista oposta.  

"Quem arremessou a pedra estava na pista sentido São Vicente-Praia Grande. Não acredito que tenham feito isto para roubar. Acho que foi um ato de vandalismo”. 

Pedra foi parar no banco do passageiro. Motorista ficou ferido (Foto: Fábio Rogério Bandeira - Arquivo pessoal)

Ferido e assustado com a situação, o representante acionou uma equipe da Polícia Rodoviária que fica próxima à entrada do Centro de Convenções. Os policiais tiraram foto do machucado, escutaram o relato, “mas disseram que nada poderia ser feito”. 

A vítima informou que registraria um Boletim de Ocorrência (BO) ainda nesta quinta-feira. “Alguma coisa precisa ser feita”.

Resposta

Procurada, a Polícia Rodoviária disse que intensificou o patrulhamento nas proximidades juntamente com as viaturas do policiamento, assim que soube da ocorrência, devido à proximidade com a área urbana.  Ainda segundo a Polícia, foi  oferecido socorro da ambulância ao condutor do veículo que teve um corte superficial na cabeça, sendo negado o atendimento no local e solicitado apenas informações de como faria para retornar a Praia  Grande para ser atendido pelo Pronto-Socorro.

Veja Mais