Irmãs de mulher morta por ex-amiga seguem internadas em Guarujá

Também esfaqueadas pela agressora, ambas apresentam estado estável

15/01/2018 - 12:00 - Atualizado em 15/01/2018 - 12:02

Erica com uma das irmãs que ainda está internada
no Santo Amaro (Foto: Arquivo pessoal)

Dois dias após uma disputa por um cargo profissional resultar na morte de Erica Oliveira da Silva, de 24 anos, após ser atacada por uma ex-amiga a golpes de faca, uma das irmãs da vítima, que estava no local do crime e também foi agredida, apresentou melhora em seu quadro clínico.

Conforme informações da assessoria de imprensa do Hospital Santo Amaro, para onde foi levada a jovem, de 27 anos, após ser socorrida no Pronto Atendimento Médico (PAM), Daniele Alves de Oliveira foi submetida a uma cirurgia na noite de sábado (13) por conta dos ferimentos no pulmão e intestino. Sua recuperação foi boa, e nesta segunda (15) ela pôde retomar com a alimentação.

Outra irmã

Uma outra irmã de Erica, Débora Oliveira da Silva, de 32 anos, deu entrada no mesmo hospital, onde estava em observação desde sábado. Seu quadro é estável, porém, nesta segunda de manhã, uma tomografia identificou a presença de um hematoma, que será retirado à tarde, por meio de uma cirurgia de baixa complexidade.

Relembre o caso

As irmãs foram atacadas por volta das 19h20 do sábado, no km 246 da Rodovia Manoel Hipólito do Rego (Rio-Santos). Dona de uma barraca de bananas e jacas em frente de casa e à beira da rodovia, a acusada trabalhava sozinha quando notou a aproximação de Erica e das irmãs. 

Diante da desafeta, segundo as testemunhas, a acusada proferiu algumas provocações. De cabeça quente com o ocorrido na semana anterior e com aquilo que escutou, Erica foi em direção da assassina. Teve, então, início a confusão. 

Dentro de casa, os familiares da agressora correram para a barraca de frutas e envolveram-se na briga. Foi então que o pai e o irmão da acusada imobilizaram Erica. Com a faca usada na barraca para o corte das frutas, a mulher aplicou os golpes fatais. Em seguida, ainda com a arma nas mãos, partiu para cima das irmãs da vítima.

Veja Mais