Interventor judicial de sindicato em Praia Grande é ameaçado de morte

Denúncia foi feita pela vítima às vésperas da eleição na entidade sindical, agendada para dia 25

11/10/2018 - 10:24 - Atualizado em 11/10/2018 - 10:25

Nomeado pela juíza Lucimara Schmidt Delgado Celli, da 2ª Vara do Trabalho de Praia Grande, para atuar como interventor do Sindicato dos Trabalhadores Municipais daquele município, João Gomes Barbosa, de 61 anos, foi ameaçado de morte na sede da entidade.

Segundo a vítima, a ameaça foi feita por um homem que não integra o sindicato e sequer é servidor público de Praia Grande, mas compareceu à entidade, na tarde do último dia 3, acompanhando a sua mulher, advogada da Chapa 2, de oposição. O acusado faz parte da diretoria de um sindicato em Santos.

De acordo com a decisão da juíza do Trabalho, a intervenção deve durar até ser proclamado o resultado das eleições do Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Praia Grande, marcada para o próximo dia 25. Duas chapas participam do pleito.

Barbosa relatou ao delegado Max Pilotto, do 1º DP de Santos, que impediu o acesso do autor da ameaça no Departamento Jurídico do sindicato por ser ele “estranho” à instituição. Na ocasião, era realizada a conferência de assinaturas das fichas de candidatos das chapas.

Inconformado com a proibição, o marido da advogada da Chapa 2, ainda conforme Barbosa, disse na frente de testemunhas “o que é seu está guardado” e “a sua pressão vai subir”, referindo-se ao interventor judicial. O acusado ainda ofendeu a vítima e declarou que ela “está de olho no dinheiro do sindicato”. 

Veja Mais