Idoso é esfaqueado por inquilino após reclamar de barulho e uso de drogas

Dono do imóvel, de 76 anos, ficou 10 dias hospitalizado, mas passa bem

20/08/2018 - 20:18 - Atualizado em 20/08/2018 - 20:18

Via onde ocorreu o atentado fica na esquina da Rua Frei
Francisco Sampaio (Foto: Reprodução/Google Maps)

Michel de Sousa Jacintho, de 31 anos, foi indiciado em inquérito policial porque esfaqueou três vezes um aposentado, na casa da vítima, no Embaré, em Santos, no último dia 5.

Com 76 anos de idade, o aposentado foi golpeado na região abdominal, teve o intestino perfurado e ficou dez dias hospitalizado, mas disse a policiais do 3º DP que se recupera bem.

A tentativa de homicídio aconteceu na Rua Comendador Barnabé Francisco Vaz Carvalhais. Para complementar a sua renda, a vítima aluga quartos da sua moradia e Michel era um dos inquilinos.

Por ocasião do crime, o acusado teria feito uso de cocaína e falava alto ao celular. Ao ser repreendido pelo aposentado, Michel pegou uma faca na cozinha e o esfaqueou.

O indiciado ainda tentou investir contra outro inquilino, que pegou uma pequena mesa de centro e a utilizou como escudo. Ao perceber que o aposentado sangrava bastante, Michel fugiu.

Para evitar que a polícia fosse chamada de imediato, o acusado fugiu com os celulares do aposentado e do inquilino. Ele também levou a arma usada no crime. Posteriormente, os aparelhos foram devolvidos no 3º DP pelo pai de Michel.

Após ser procurado em vários locais pela equipe da delegada Edna Pacheco Fernandes Garcia e do investigador Adriano Jorge de Mattos, Michel se apresentou posteriormente no distrito acompanhado de advogado e do pai.

O acusado alegou que cheirava cocaína e ingeria bebida alcoólica em seu quarto, quando o aposentado o agrediu com uma barra de ferro, motivando-o a reagir em suposta legítima defesa. Porém, tal versão foi contestada pela vítima e por outros dois inquilinos ouvidos como testemunhas. 

Michel foi indiciado apenas pela tentativa de homicídio, porque houve o entendimento de que pegou os celulares só para retardar o acionamento da polícia, devolvendo-os depois. Mas não restaram dúvidas quanto ao atentado. “Foi uma covardia. Além do uso da faca, é notória a desproporção física e etária entre o indiciado e o aposentado”, disse Mattos.

Veja Mais