Homens detidos durante apreensão de pedras preciosas são liberados

Material encontrado, que totalizaria R$ 1 milhão, ainda vai passar por perícia

06/03/2018 - 14:45 - Atualizado em 06/03/2018 - 14:45

Pedras foram encontradas dentro de veículo estacionado no acostamento de rodovia (Foto: Divulgação/PMR)

Os quatro homens detidos durante a apreensão de cerca de R$ 1 milhão em supostas pedras preciosas foram liberados, após prestarem depoimento na Delegacia da Polícia Federal em Santos, na madrugada desta terça-feira (6).

Os rapazes estavam dentro de um veículo estacionado no acostamento da Rodovia Cônego Domênico Rangoni, no momento em que ocorreu a abordagem de uma equipe do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR).

De acordo com a delegada da PF Patrícia Klarosk, em entrevista à TV Tribuna, todos os envolvidos apontaram que o motorista seria o dono do material. "Ele disse que ia, provavelmente, lapidar algumas das pedras, que elas eram da coleção pessoal dele e que as lapidadas provavelmente seriam comercializadas em São Paulo".

Uma das pedras brutas encontradas, provavelmente de esmeralda, pesa mais de 30 quilos. As demais pedras encontradas aparentam ser diamantes (semi-lapidados), topázios e água-marinha. 

O material encontrado vai passar por perícia para atestar a autenticidade das pedras. 

A abordagem

Os rapazes e as supostas pedras preciosas estavam dentro de um veículo no km 5 da Rodovia Cônego Domênico Rangoni, Trecho de Guarujá.

Ao serem abordados pelos policiais, nada de ilícito foi encontrado com eles. No veículo, além das supostas pedras preciosas, foram encontrados equipamentos utilizados pela polícia, como algemas e distintivos, além de simulacros de arma de fogo.

Veja Mais