Homem mata mulher estrangulada e apanha de populares

Crime ocorreu na noite de domingo (15), em Bertioga; corpo da vítima foi jogado em um córrego

16/07/2018 - 21:52 - Atualizado em 16/07/2018 - 21:52

PM informou que já havia atendido um conflito entre
as partes; homicídio ocorreu 30 minutos depois

O morador de rua Jonathan Tiago da Silva, de 31 anos, matou por asfixia mecânica, mediante esganadura, uma mulher que também não possuía residência fixa. O homicídio ocorreu domingo (15) à noite, em Bertioga, e populares espancaram o acusado após o crime.

Segundo policiais militares, eles foram acionados por volta das 20 horas para atender um desentendimento de casal. Eles se depararam com Jonathan e a vítima embriagados e os orientaram a encerrar o conflito de forma pacífica, porque não teria ocorrido nada além de uma discussão.

Ainda conforme os PMs, Jonathan e a vítima pararam de discutir e tomaram direções opostas. Porém, cerca de meia hora depois, os mesmos policiais foram avisados que populares agrediam um homem, após ele ter esganado uma mulher e jogado o corpo dela em um córrego.

O morador de rua estava ensanguentado na Rua João de Castro Monte Alegre, no Jardim Indaiá, sendo reconhecido pelos PMs como quem havia se desentendido com a mulher 30 minutos antes.

Após ser medicado no Pronto-Socorro de Bertioga, Jonathan foi conduzido à delegacia do município, onde o delegado Marcello Marinho de Oliveira o autuou em flagrante por homicídio qualificado. Os participantes da tentativa de linchamento fugiram e não foram identificados.

Morena, magra, medindo 1,65 metro de altura e com cabelos encaracolados, a vítima não portava documentos e foi achada morta a 200 metros do local da detenção. Como desconhecida, ela teve o corpo encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Santos. A mulher permanece sem identificação.

Veja Mais