Homem embriagado pede informação à GCM e é preso em Praia Grande

Nível de álcool captado pelo bafômetro estava 2.640% acima do permitido

12/02/2018 - 16:46 - Atualizado em 12/02/2018 - 22:03

Caso ocorreu no Canto do Forte; homem continua
preso (Foto: Reprodução/Google)

Uma inusitada tentativa de pedido de informações a guardas municipais acabou com a prisão em flagrante de um comerciante, no Canto do Forte, em Praia Grande. O homem de 43 anos foi detido por embriaguez ao volante.

O teste do bafômetro identificou nível de álcool 26,4 vezes superior ao índice máximo (0,05 miligramas de álcool por litro de ar expelido) para condutores flagrados dirigindo após beber.

Segundo a Prefeitura, o condutor de uma moto vinha ziguezagueando pela Rua General Galeão Euclides de Figueiredo – a uma quadra da orla. Ele parou o veículo ao lado da viatura da Guarda Civil Municipal (GCM), que fazia patrulhamento pelo local, e fez menção de fazer uma pergunta. Nessa hora, ele perdeu o equilíbrio e caiu. Os agentes o ajudaram a se levantar, mas ele perdeu o equilíbrio novamente. Foi pedido, então, que retirasse o capacete e caminhasse alguns metros. O homem o fez, mas cambaleando.

Os guardas suspeitaram de sinais de embriaguez, como a fala arrastada e o odor etílico e o comerciante foi levado para a delegacia, onde a polícia realizou o teste do bafômetro. O exame identificou a concentração de 1,32 miligrama de álcool por litro de ar expelido – quantidade 2.640% acima do permitido.

A autoridade policial de plantão arbitrou fiança de quatro salários-mínimos (R$ 3.816). O valor não havia sido recolhido até a tarde de ontem, razão pela qual ele continuava detido.

Veja Mais