Homem baleado em Guarujá participou de assalto que resultou em morte de mulher

Márcio de Oliveira, ferido na Praia das Pitangueiras, esteve envolvido no roubo que ocorreu em Bertioga, em 2015

10/11/2017 - 14:14 - Atualizado em 13/11/2017 - 10:53

O homem baleado por um policial civil na tarde de quinta-feira (9), na Praia das Pitangueiras, em Guarujá, tinha mandados de prisão por roubos a banco e participou do assalto a caixas eletrônicos em Bertioga, em 2015, onde uma mulher morreu com um tiro na cabeça.

Segundo informações do delegado Luiz Ricardo de Lara Dias Júnior, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Santos, Márcio de Oliveira, de 36 anos, mora na cidade de Guarujá. A maioria dos crimes praticados por ele ocorreu nas cidades de Queluz e Cruzeiro, no Vale do Paraíba.

Marcio segue internado no Hospital Santo Amaro e, segundo a assessoria de imprensa da unidade, está internado sob condições estáveis e escolta policial. Assim que receber alta, ele será encaminhado à Delegacia de Guarujá. E, em seguida, transferido para o para o Vale do Paraíba, onde responderá pelos processos envolvidos.

Criminoso surfava na Praia das Pitangueiras, em Guarujá, quando foi surpreendido pela Polícia (Foto: Divulgação)



O assalto em Bertioga ocorreu em 7 de outubro de 2015. Raquel de Oliveira, de 40 anos, passava de carro pela Rodovia Rio-Santos, na altura de Boraceia, quando foi atingida na cabeça por tiro de fuzil. 

O carro da vítima passou exatamente no local dos caixas eletrônicos que eram alvo do assalto e que ficavam em frente a um condomínio fechado. O veículo foi alvo de disparos e a mulher acabou ferida. Ela estava acompanhada de duas filhas, uma de 20 e outra de 7 anos, que não sofreram ferimentos.

Veja Mais