Empresa de licenciamento ambiental tem documentos apreendidos pela PF

Operação é desdobramento da Lava Jato; mandados de busca e apreensão são cumpridos em SP e BH

01/03/2018 - 12:26 - Atualizado em 01/03/2018 - 12:36

Mandado de busca em Santos foi realizado em empresa no Centro (Foto: Cláudio Vitor Vaz/AT)

Um mandado de busca e apreensão foi cumprido na manhã desta quinta-feira (1º) em uma empresa especializada em licenciamento ambiental, localizada no Centro de Santos, como parte da Operação Descarte, deflagrada pela Polícia e Receita Federal.

A operação é um desdobramento da Lava Jato, a partir de informações do doleiro Alberto Yousseff. Além de Santos, agentes cumprem outros mandados em residências e empresas de São Paulo, Paulínia (SP), Belo Horizonte e Lamin (MG).

Em Santos, os agentes da PF e da Receita Federal chegaram por volta de 6h30 à companhia. Eles pediram para que um funcionário de um posto de combustível que fica ao lado da companhia, acompanhasse a operação, servindo como testemunha.

Os policiais arrombaram a porta do imóvel e ficaram no interior da empresa por cerca de 2 horas. Durante a ação eles apreenderam documentos, computadores e HDs. Todo o material foi levado para a sede da Polícia Federal, também no Centro.  

De acordo com informações da Polícia Federal, as empresas participantes do esquema simulavam a venda de mercadorias ao cliente do “serviço” de lavagem, que então pagava por produtos inexistentes via transferências bancárias ou boletos. As quantias recebidas eram transferidas para diversas outras empresas de fachada, que remetiam os valores para o exterior ou faziam transferências para pessoas ligadas ao cliente inicial. 

Veja Mais