Criança é baleada durante confusão em Guarujá

Menina de dois anos estava com a mãe quando foi atingida

17/07/2017 - 21:30 - Atualizado em 17/07/2017 - 21:33

Uma confusão em Guarujá, na noite de domingo (16), deixou pelo menos duas pessoas feridas após disparos de arma de fogo. As vítimas, que passam bem, foram identificadas como uma criança de 2 anos, que foi atingida com um tiro de raspão no ombro, e um homem de 35 anos, baleado na região lombar.

Segundo informações do Hospital Santo Amaro, os dois pacientes foram atendidos na unidade e seguem internados em observação, em estado estável. 

O tio da criança, Rafael da Silva, conversou com a Reportagem e disse que a confusão teve início por volta das 22 horas no bairro Vila Edna. Ocupantes de um carro estariam realizando disparos, com o veículo em alta velocidade, durante uma suposta perseguição a duas motos.

O início da perseguição teria ocorrido em Morrinhos, bairro vizinho. "Minha irmã estava levando minha sobrinha para ver a avó quando começaram a ouvir os disparos. Eram muitos, segundo a minha irmã. Quando ela viu, a menina (sobrinha) já havia sido atingida".

O tio da criança afirma não saber o que motivou os disparos. "Alguns vizinhos falaram em roubo a um supermercado, outros disseram que uma das motos eram roubadas. Não sabemos o porquê dessa confusão toda".

Segundo Silva, os rapazes nas motos teriam conseguido fugir e o veículo de onde partiram os disparos teria parado na Rua São João, após perceber que a criança havia sido atingida. "O motorista e o carona se identificaram como PMs. Um deles levou minha sobrinha para o hospital junto com a minha irmã, o outro ficou no local e se escondeu. As pessoas (moradores do bairro) ficaram revoltadas (por conta da criança ter sido baleada). Ele pedia reforço no telefone. Eu não estava lá, mas a minha mãe falou que as viaturas chegaram uns 10 minutos depois só".

A Polícia Militar foi procurada mas até a publicação desta nota não se manifestou. 

Veja Mais