Apreensão de cocaína no Porto de Santos chega a 14 toneladas

Volume deste ano já é o maior da história. Na terça (14), foram mais 444 kgs apreendidos

15/08/2018 - 08:28 - Atualizado em 15/08/2018 - 08:29

Volume de drogas apreendidas já superou o recorde de 2017 (Foto: Receita Federal/Divulgação)

Em nova operação deflagrada pela Receita Federal e pela Polícia Federal, na manhã desta terça-feira (14), mais 444 quilos de cocaína foram encontrados no Porto de Santos, em contêineres com destino a Antuérpia, na Bélgica. Com mais essa apreensão – a quarta, em uma semana – já são 13,96 toneladas no ano, volume que marca o novo recorde histórico para o Porto, superando o total apreendido em 2017, de 11,53 toneladas.

Aliás, a quantidade de drogas apreendidas vem em uma escalada ano a ano desde 2014, quando foram tiradas de circulação 435 quilos de cocaína.

A delegada de Polícia Federal Luciana Fuschini atribui o aumento do número de apreensões às “novas técnicas de investigação” direcionadas à repressão do narcotráfico internacional.

Ela também reconhece que a Receita Federal, por meio da fiscalização de contêineres realizada por escâneres, contribui para a elevação das operações que propiciam o encontro de cocaína escondida no meio de cargas regulares.

Na avaliação de Luciana Fuschini, a demanda de exportações da droga, via Porto de Santos, não expandiu. O que ampliou foi o avanço na fiscalização e na investigação às ações dos traficantes internacionais.

De fato, em 2014, o volume foi apreendido em apenas 3 operações. Este ano, já foram 28 – quatro a mais do que em 2017.

A mais recente

A apreensão de terça ocorre apenas dois dias depois de 1,3 toneladas da droga terem sido encontradas em um navio de bandeira italiana. Somente nos primeiros dias de agosto já foram apreendidas mais de 3,5 toneladas de cocaína no cais santista.

De acordo com informações da Receita Federal, durante a operação foram selecionadas, por amostragem, unidades de carga armazenadas e destinadas para áreas consideradas de risco.

Uma dessas unidades, contendo tiras de aço, apresentava sinais de violação. Durante a abertura, mostrou-se o mesmo padrão da maior parte das apreensões: haviam 13 bolsas esportivas, contendo tabletes de cocaína, com peso bruto total de 444 quilos.

Veja Mais