Acusado de tentar matar mulher a facadas e golpes na cabeça é preso na Bahia

Caso aconteceu no dia 31 de julho, em Santos. Criminoso foi encontrado na cidade de Paripiranga

14/09/2018 - 13:06 - Atualizado em 14/09/2018 - 13:06

Vítima foi agredida pelo companheiro
quando dormia (Foto: Arquivo pessoal)

Acusado de tentar matar a companheira com facadas no rosto e golpes de banco de madeira na cabeça, na residência onde o casal morava, na comunidade do Tetéu, em Santos, Sérgio Santos de Sousa, de 32 anos, foi preso na quinta-feira (13) na região conhecida como Polígono das Secas, no interior baiano.

Embora tenha fugido para um lugar a mais de 2 mil quilômetros de distância do local do crime, Sérgio foi encontrado com razoável facilidade, conforme explicou o chefe dos investigadores da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Santos, Thiago Mendes.

“Após esclarecermos a autoria do crime e obtermos com a Justiça a prisão preventiva do indiciado, suspeitamos que ele poderia ter retornado a Paripiranga (BA), onde chegou a morar com a vítima. Então, entramos em contato com a Polícia Civil daquela cidade, que localizou Sérgio e cumpriu a ordem de captura ”, disse o policial.

Responsável pelo inquérito policial, a delegada Fernanda dos Santos Souza, titular da DDM de Santos, indiciou Sérgio por tentativa de feminicídio. O crime é hediondo e a sua pena varia de quatro a 20 anos de reclusão. O pedido de preventiva feito por ela à Vara do Júri teve parecer favorável do Ministério Público.

O município de Paripiranga está distante a cerca de 350 quilômetros da capital Salvador e fica próximo à divisa com Sergipe. Ainda não há previsão de quando Sérgio será transferido para Santos, onde deverá ser submetido a júri popular.

Embriaguez

Terezinha Maria Moretto, de 50 anos, contou que dormia, por volta de 1h30 do último dia 31 de julho, quando foi atacada pelo companheiro. Sérgio chegou bêbado à moradia, no Caminho das Pedras, Morro da Caneleira. Ele dizia que alguém queria matá-lo.

Em seguida, o acusado armou-se com a faca e o banco de madeira, golpeando a mulher. Durante a violência, a vítima gritou por socorro e Sérgio fugiu. Terezinha foi atendida no Pronto-Socorro da Zona Noroeste. Ela já havia sido agredida pelo companheiro na Bahia e o denunciou na ocasião, mas “desistiu do processo” para lhe dar nova chance.

Veja Mais