Acusado de matar homem dentro de bar em Santos está foragido

Justiça procura José Carlos Barreto Júnior, de 19 anos, apontado como autor do tiro que matou ajudante de pedreiro

16/03/2018 - 21:05 - Atualizado em 16/03/2018 - 21:05

Imagem de câmera de segurança mostra acusado
no estabelecimento (Foto: Reprodução)

Apontado como o autor do tiro que matou o ajudante de pedreiro Everaldo Pereira da Silva, de 41 anos, durante tentativa de assalto em um bar em Santos, José Carlos Barreto Júnior, de 19 anos, já é considerado procurado da Justiça. O rapaz registra passagens por roubo e furto.

 

A pedido da delegada Edna Pacheco Fernandes Garcia, do 4º DP, a Justiça decretou ontem à tarde a prisão temporária de 30 dias de José Carlos. Testemunhas o reconheceram como quem disparou na vítima. O latrocínio aconteceu às 20 horas da sexta-feira da semana passada.

Everaldo se encontrava no bar, localizado na Avenida Conselheiro Nébias, 221, na Vila Nova, quando ali chegou José Carlos. O acusado exigiu que a vítima lhe entregasse “o pacote”, no qual supostamente estaria dinheiro que a vítima sacara em uma agência bancária.

“A informação do dinheiro sacado no banco não se confirmou. A vítima não portava pacote e levou um tiro sem que houvesse o roubo de qualquer valor. O pedreiro trazia na carteira R$ 374,00, arrecadados na Santa Casa e entregues à mulher dele”, conta o investigador Adriano Jorge de Mattos.

O disparo entrou debaixo da axila esquerda e atingiu o coração. Everaldo não resistiu aos ferimentos e faleceu. Em razão da morte da vítima, o latrocínio é considerado consumado, mesmo que nada tenha sido roubado. O crime é hediondo e a sua pena varia de 20 a 30 anos de reclusão.

O acusado mora a cerca de 100 metros do bar. Mattos esteve na casa de José Carlos e a sua mãe disse que o filho está desaparecido desde a “m...” feita por ele. Outros lugares onde o rapaz poderia estar escondido foram vistoriados pelo policial, mas sem sucesso.

Segundo o investigador, José Carlos deve ter recebido informação equivocada de que a vítima estaria com elevada quantia. A possível participação de mais dois rapazes ainda é apurada. Câmera de segurança mostra a dupla chegando ao bar junto com o acusado procurado, embora apenas este tenha ingressado no comércio.

Veja Mais