Preso por furto de envelopes bancários, homem arrebenta cela e foge

Enquanto a ocorrência era registrada, acusado conseguiu arrebentar as grades da cela e escapar, mas foi recapturado logo depois

19/09/2018 - 06:00 - Atualizado em 19/09/2018 - 08:02

Ricardo quebrou a grade, passou pelo buraco e fugiu por uma janela, mas logo foi recapturado (Divulgação)

Acusado de mais de 45 furtos de dinheiro depositado em caixas eletrônicos da Baixada Santista por meio de envelopes, Ricardo Malinosqui Nascimento, de 35 anos, foi preso nesta terça-feira (18) de manhã. Sem saber que investigadores da Delegacia de Peruíbe o monitoravam desde à noite de segunda-feira (17), ele se preparava para cometer novos delitos em Santos.

Após ser detido, Ricardo foi levado ao 1º DP de Santos, onde o delegado Max Pilotto o autuou o flagrante. Enquanto eram adotadas as formalidades legais, o acusado conseguiu arrebentar duas grades do xadrez e fugiu através do buraco. Em seguida, escapou algemado do distrito por uma janela de vidro, cortando-se. Ele foi recapturado a dois quarteirões, na Rua Amador Bueno.

Ricardo foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Central e removido à Santa Casa. Pilotto o autuou em flagrante por tentativa de estelionato, em razão dos envelopes de depósito que tentou pegar; dano qualificado, pelos estragos na janela e na cela, e porte ilegal de arma, porque possuía em casa um revólver calibre 38 com a numeração raspada.

No imóvel foram apreendidos diversos materiais e ferramentas. Ricardo os usava na instalação de dispositivos nos caixas eletrônicos destinados a interceptar os envelopes de depósito. Depois, eles os utilizava para retirar dos equipamentos os invólucros bancários com dinheiro. Os policiais ainda acharam uma pequena porção de maconha no carro do acusado.

Indivíduo usava linhas para pegar envelopes dos 
caixas eletrônicos (Divulgação)

‘Pescaria’

O modalidade criminosa cometida por Ricardo é conhecida nos meios policiais como “pescaria”, porque em várias situações são utilizadas linhas para resgatar das máquinas de autoatendimento os envelopes com dinheiro.

Segundo o delegado Marcos Roberto da Silva e o investigador Adalberto Ribeiro, da Delegacia de Peruíbe, em maio deste ano, Ricardo praticou uma “pescaria” em uma agência do Banco Itaú daquela cidade. Câmeras de segurança flagraram a cena, mas a identidade do acusado era desconhecida.

A partir de investigações, a equipe da Delegacia de Peruíbe apurou o nome do homem que aparece na filmagem, descobrindo que ele agiu 45 vezes apenas em agências do Banco Itaú da região, conforme declarou Ribeiro. Com a apuração do endereço de Ricardo, ele foi seguido por policiais na segunda-feira à noite.

“Ele saiu de sua casa, em Mongaguá, e veio até Santos, onde instalou aparatos de pescaria em duas agências do Bradesco localizadas nas praças Mauá e da República, no Centro. Depois, retornou para a sua residência, mas não o prendemos. Aguardamos ele voltar aos bancos nesta terça (18) de manhã para recolher envelopes com dinheiro”, contou Ribeiro.

A prisão em flagrante ocorreu quando Ricardo tentava resgatar algum envelope na agência da Praça da República, onde ninguém caiu no golpe. Mas no banco da Praça Mauá, um cliente foi lesado ao ter interceptados R$ 100,00. Essa vítima já havia registrado boletim de ocorrência durante a madrugada, ao constatar que o caixa eletrônico não efetivou a operação de depósito. 

Veja Mais