Willian marca, Palmeiras vence Sport e assume a vice-liderança

Atacante sai do banco de reservas e, no primeiro toque na bola, faz gol da vitória do Verdão

23/09/2018 - 20:10 - Atualizado em 23/09/2018 - 20:12

Willian garantiu o segundo lugar ao Palmeiras no Brasileirão (Foto: Eleven/Folhapress)

O Campeonato Brasileiro tem um candidato cada vez mais forte ao título. É o Palmeiras. Mesmo com uma formação alternativa, a equipe paulista bateu neste domingo o Sport por 1 a 0, na Ilha do Retiro, e subiu na tabela.

O time do técnico Luiz Felipe Scolari chegou a 11 rodadas sem perder, ultrapassou o Internacional e assumiu a vice-liderança, a apenas um ponto do líder São Paulo. Já o Sport é o 19º e penúltimo colocado, com apenas 24 pontos.

Em uma rodada em que o primeiro lugar, o clube do Morumbi, e o segundo colocado, Inter, empataram, o Palmeiras foi ao jogo no Recife já ciente do quanto o resultado mexeria de qualquer jeito na sua posição. Se vencesse o vice-lanterna, assumiria a segunda posição. Em caso de tropeço, deixaria concorrentes como Grêmio e Flamengo (que venceram seus compromissos) se aproximarem ou até o ultrapassarem.

O Palmeiras entrou em campo com um time quase todo reserva. Somente o lateral Mayke e o volante Felipe Melo pertencem à formação principal. A tática de preservar a equipe não deu certo no Recife, ao contrário de jogos anteriores. O time com Jean e Hyoran como pontas perdeu profundidade e não conseguia abrir espaços na defesa adversária.

O único lance mais perigoso no primeiro tempo foi um chute de Deyverson. No restante, a partida teve muita correria, passes errados e muitas divididas duras. Uma delas lesionou Lucas Lima. O meia precisou ser substituído por Guerra. O venezuelano voltou a atuar depois de quatro meses em recuperação de cirurgias no pé esquerdo para corrigir uma fratura.

A pasmaceira do primeiro tempo deu lugar a uma etapa final mais agitada. O Palmeiras voltou mais atento, com um estilo de jogo mais veloz e intenso para criar duas chances claras de gol em cinco minutos. Se não fosse a falta de capricho de Guerra e Deyverson para finalizar, a equipe teria saído na frente logo no início.

Como os pontas do Palmeiras eram inertes, Felipão teve de colocar os dois titulares da posição para criar mais perigo. Dudu foi o primeiro a entrar. Quando o Sport dava trabalho para Jailson e assustava, foi a vez de Willian entrar no jogo e ser decisivo. Logo no primeiro toque na bola, o atacante palmeirense aproveitou um rebote de Magrão e mandou para o gol, aos 35 minutos do segundo tempo.

A vantagem deixou a partida bastante movimentada. O Sport se arriscou de vez em busca do empate. O Palmeiras passou sufoco nos minutos finais, ao recuar para garantir o resultado no Recife. Pelo menos quando se trata de defender e de segurar o jogo, o time de Felipão parece ser especialista. Foi a oitava vitória no Brasileiro sob o comando do treinador.

Ficha técnica:

Sport - Magrão; Ernando, Ronaldo Alves (Claudio Winck), Durval e Sander; Marcos, Jair, Neto Moura (Pablo Pardal) e Marlone; Morato (Matheus Peixoto) e Rogério. Técnico: Eduardo Baptista.

Palmeiras - Jaílson; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Victor Luís; Felipe Melo, Thiago Santos e Lucas Lima (Guerra); Jean (Willian), Hyoran (Dudu) e Deyverson. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Gol - Willian, aos 36 minutos do segundo tempo (Palmeiras).

Cartões Amarelos - Jair e Ronaldo Alves (Sport); Felipe Melo e Luan (Palmeiras).

Árbitro - Paulo Roberto Alves Junior (AB-PR).

Público - 16.682 pagantes.

Renda - R$ 139.705,00.

Veja Mais