TST nega pedido de Scarpa, e meia segue fora do Palmeiras

Audiência do caso está marcada para o próximo dia 14

22/03/2018 - 19:33 - Atualizado em 22/03/2018 - 19:49

Gustavo Scarpa segue sem poder jogar pelo Palmeiras
(Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

O meia Gustavo Scarpa sofreu uma nova derrota na Justiça. Nesta quinta-feira (22), o recurso de correição parcial pedido pelo atleta não foi aceito pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST). Com isso, o julgamento que derrubou a liminar que o liberou do contrato com o Fluminense segue válida. Portanto, o jogador não pode jogar pelo Palmeiras. As informações são do site Globo Esporte.

Na decisão tomada no TST, o ministro Lelio Bentes Corrêa entendeu que a correição parcial não cabe. Isso por, em sua avaliação, não ter havido erros ou atos contrários à ordem do processo.

Apesar do novo revés, a situação não está definida. A audiência do caso está marcada para o próximo dia 14. Além disso, Maurício Corrêa da Veiga, o advogado de Scarpa, estuda maneiras para tentar reverter a decisão.

O meia buscou a Justiça no fim de 2017. Ele pediu rescisão de seu vínculo com o Fluminense, alegando que havia pagamentos em atraso. Após a liminar que rompia seu vínculo ter sido deferida, ele acertou com o Palmeiras. No entanto, neste momento, o meia não pode se apresentar na Academia de Futebol, pois o contrato com o time carioca tornou-se válido de novo.

Veja Mais