STJD julga pedido do Palmeiras de anulação da final estadual nesta quinta (16)

Verdão alega que houve interferência externa na decisão do Paulistão

15/08/2018 - 20:24 - Atualizado em 15/08/2018 - 20:47

Marcelo Aparecido anulou pênalti para o Palmeiras
(Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

O Superior Tribunal de Justiça Desportivo (STJD) vai julgar, nesta quinta-feira (16), o pedido de impugnação da segunda partida da final do Campeonato Paulista feito pelo Palmeiras. O Verdão alega que houve interferência externa no jogo, que terminou com vitória do Corinthians, clube que se sagrou o campeão estadual.

A princípio, há duas possibilidades se o órgão entender que a reclamação do Palmeiras tem fundamento: devolver o caso ao TJD-SP ou decidir julgar o pedido de anulação.

A decisão do Paulistão ocorreu no começo de abril. No duelo, o Timão vencia por 1 a 0 quando, no segundo tempo, o árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza apontou um pênalti de Ralf em Dudu. Oito minutos depois, o juiz voltou atrás e deu só escanteio para o Verdão.

Como havia membros da arbitragem no gramado durante o período entre a marcação da penalidade e anulação dessa marcação, o Palmeiras argumenta que existiu interferência externa.

Vale ressaltar que, anteriormente, o TJD-SP arquivou o caso. Também por isso, o Verdão recorreu ao STJD.

Veja Mais