Palmeiras bate Colo-Colo por 2 a 0 e leva vantagem para São Paulo

Bruno Henrique marca no início do primeiro tempo e Dudu, na segunda etapa, garante vitória

20/09/2018 - 23:50 - Atualizado em 20/09/2018 - 23:50

Bruno Henrique (à esquerda) marcou o primeiro gol do confronto (Foto: Marcelo Hernandez/Getty Images Sport)

O Palmeiras venceu o Colo-Colo por 2 a 0, nesta quinta-feira (20), no estádio Monumental, em Santiago, no Chile, em partida válida pelo confronto de ida das quarta de final da Copa Libertadores da América.

Com gols de Bruno Henrique e Dudu, o Verdão leva boa vantagem para São Paulo. O Verdão pode perder por um gol de diferença, que mesmo assim ficará com a vaga para a semifinal. Já os chilenos, se devolverem o placar por 2 a 0, levam o confronto para os pênaltis. Se vencerem por 2 ou mais gols de diferença, tendo marcado três gols, se classificam pelo gol qualificado.

A partida de volta será realizada no dia 3 de outubro, às 21h45, no Allianz Parque, em São Paulo. O vencedor encara quem passar no confronto entre Cruzeiro e Boca Juniors. O primeiro jogo foi vencido pelos argentinos por 2 a 0.

Bruno Henrique abre o placar em 1º tempo de poucas chances

O Palmeiras começou o jogo melhor e precisou apenas de três minutos para abrir o placar. Dudu recuperou a bola na saída do Colo-Colo, tocou para Borja, que cruzou. A bola caiu no pé de Moisés, que ajeitou para Bruno Henrique dar um bonito chute colocado e balançar as redes.

Apesar do gol ter saído muito cedo, a partida passou a ser mais truncada. De um lado, o Verdão recuou e esperou por uma oportunidade de contra-ataque. Do outro, o Colo-Colo aumentou o volume de jogo, mas errava o último passe, sem conseguir ameaçar o gol de Weverton.

E foi no contra-ataque que os brasileiros quase marcaram o segundo. Aos 24 minutos, Bruno Henrique carregou a bola e encontrou Dudu, dentro da área. O camisa 7 dominou e chutou para a firma defesa de Orion. A resposta chilena veio no lance seguinte. Opazo ajeitou para Paredes chutar de primeira, dentro da área. A bola ainda desviou na defesa palmeirense e foi para escanteio. 

Aos 30, Moises também teve boa chance de ampliar o placar. O meia recebeu de Willian e chutou colocado, da entrada da área, mas a bola não ganhou força e Orion fez nova defesa. Sete minutos depois, Dudu aproveitou rebote da zaga chilena após cruzamento, e chutou, mas a bola subiu demais e foi para fora.

A última grande chance do primeiro tempo foi do Colo-Colo. Aos 40 minutos, Dudu derrubou Valdivia perto da área. No lance, o chileno atingiu o palmeirense no nariz, que começou a sangrar e obrigou o camisa 7 deixar o campo. Na cobrança, Paredes cruzou, a bola passou pela área e Weverton fez grande defesa. No rebote, Barroso acabou isolando a bola 

Colo-Colo pressiona, mas Dudu garante a vitória no Chile

Adotando uma postura mais agressiva, o Colo-Colo tentou sufocar o Palmeiras no início da segunda etapa. Aos 6 minutos, Carmona ficou com a sobra após Paredes ser desarmado e chutou firme da entrada da área. A bola passou perto do gol de Weverton.

Dois minutos depois, Valdivia ajeitou para o pé esquerdo e chutou, de fora da área. A bola desviou em Mayke e o goleiro palmeirense fez boa defesa, jogando a bola para escanteio. Valdivia ficou pedindo pênalti por um toque da bola no braço de Myke. O árbitro Andres Cunha pediu o auxílio do VAR, e após dois minutos de jogo parado, decidiu manter o escanteio. 

Aos 20, Felipão fez a primeira alteração, com a entrada de Jean no lugar de Borja. No primeiro tempo, o técnico já havia cobrado que o colombiano se apresentasse mais para a partida. O atacante não gostou de sair e arremessou um copo de água em direção ao chão.

Apesar da entrada de Jean, o Colo-Colo seguiu encontrando espaços. Aos 23, Baeza cobrou falta na primeira trave, Barrios se antecipou e cabeceou. A bola raspou a trave de Weverton. 

E foi quando o Colo-Colo dominava a partida, que o Palmeiras ampliou. Aos 32 minutos, Bruno Henrique cortou um cruzamento de cabeça. A bola veio para Willian, que puxou o contra-ataque, invadiu a área e chutou. Orion espalmou, a bola tocou na trave e sobrou para Dudu, que estufou as redes.

A partir daí, o Verdão precisou segurar novamente a pressão chilena. Lucas Lima entrou no lugar de Dudu para dar maior vantagem aos brasileiros no meio-campo. Ainda assim, o Colo-Colo ainda deu um último susto. Aos 47, Paredes cobrou falta na segunda trave, Insaurralde não alcançou e bola quase entrou direto no gol, dando outro susto em Weverton.

No último minuto, Damián Pérez ainda recebeu o cartão vermelho direto por falta grave em Mayke. O árbitro novamente consultou o VAR antes de tomar a decisão.

Ficha técnica

Colo-Colo - Orion; Zaldivia, Barroso (Pavez) e Insaurralde; Opazo; Baeza (Valdés), Carmona, Valdivia e Damián Pérez; Lucas Barrios e Paredes. Técnico: Héctor Tapia.

Palmeiras - Weverton; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Thiago Santos (Gustavo Gómez), Bruno Henrique e Moisés; Willian, Borja (Jean) e Dudu (Lucas Lima). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Gols - Bruno Henrique, aos 3 minutos do primeiro tempo e Dudu, aos 32 minutos do segundo tempo (Palmeiras).

Cartões amarelos - Baeza e Insaurralde (Colo-Colo); Bruno Henrique e Thiago Santos (Palmeiras).

Cartão Vermelho - Damián Pérez (Colo-Colo)

Árbitro - Andres Cunha (URU).

Veja Mais