Índios de várias etnias ocupam a sede da regional da Funai

Eles reivindicam uma definição imediata sobre a demarcação das áreas em que ocupam

29/09/2017 - 17:30 - Atualizado em 29/09/2017 - 17:48

Cerca de 150  índios de várias etnias do Estado de São Paulo mantêm a sede da regional da Funai no Litoral Sudeste, em Itanhaém, sob ocupação desde quinta-feira (28). 

O motivo é que eles reivindicam uma definição imediata sobre a demarcação das áreas em que ocupam. O medo do grupo é a retirada dos locais onde moram, invasões e as constantes ameaças que sofrem. 

Os índios estão na sede da Funai em Itanhaém e esperam uma solução (Foto: Carlos Nogueira / AT)

A Tribo cobra do presidente da Funai Franklimberg Ribeiro de Freitas, a criação de um  grupo de trabalho de identificação e delimitação das terras indígenas Renascer, que fica em Ubatuba, e Paranapuã, localizada em São Vicente. As duas terras têm ação na justiça que pedem a reintegração de posse. 

Os índios ficarão acampados no local até que um solução seja apresentada pelo presidente.  O coordenador regional da Funai Litoral Sudeste Cristiano Hutter fez com que as lideranças conversassem com os representantes da Funai, que ficaram de resolver o problema. 

Polícia Federal


Por medo que os funcionários fossem retidos no prédio pelas tribos, a delegada Luciana Fuschinni Nave da Polícia Federal em Santos entrou em contato com as tribos, os quais disseram que a ocupação seria feita de forma pacífica.  


Veja Mais